quarta-feira, 31 de maio de 2017

Objeto Voador Não Identificado na cidade de Boston Inglaterra

Este é um relato caricato ou não seja ele acompanhado de um vídeo e mais ainda por ser testemunhado pela minha pessoa Nuno Alves.
Estava uma tarde agradável com 20° muito agradável e convidativo a se estar no exterior.
Céu com poucas nuvens, muita claridade um dia fantástico em relação aos dias de frio, chuva e vento comuns no país de sua majestade.

Boston Inglaterra
A 30 de Maio deste corrente ano 'ontem', pelas 18 horas e 40 minutos ao fumar um cigarro juntamente com Fátima Martins Silva, reparamos a longa distância no horizonte algo a brilhar que nos chamou atenção.
Inicialmente julgamos ser o reflexo de luz na fuselagem de alguma aeronave, tentamos encontrar uma explicação razoável para o fenómeno naquele momento.

O objeto esteve estático por mais de um minuto, não controlamos o tempo de observação.
O objeto com luz própria ou reflexo "não sei", parecia piscar de tempos a tempos, os intervalos não eram certos e a sua visualização era extremamente difícil devido à sua longa distância e altitude.
No primeiro vídeo não conseguimos registar ou capturar o objeto devido à extrema dificuldade, distância + zoom do equipamento e a qualidade do mesmo.
O fato de utilizar o zoom digital retira imensa qualidade.
Porém numa segunda tentativa e desespero de conseguir registar o fenómeno lá se conseguiu filmar o objeto.
Durante o vídeo vou falando um pouco o desenrolar dos acontecimentos.
Foi possível observar dois aviões de linha a passar bem acima do objeto!
A olho nu era extremamente difícil de observar o respetivo objeto.
Em algumas ocasiões acabei eu mesmo por ficar com os olhos doridos pelo esforço.

Após conseguir o vídeo reparei que no filme não parecia ser só um objeto mas sim mais do que um inicialmente observado!
Eram visíveis aves, insetos e aeronaves no momento.
Mas aquele ou aqueles objetos não entravam em nenhum destes padrões.
Tentando também encontrar uma resposta, decidi partilhar no grupo privado do UFO Portugal Network no Facebook de forma a encontrar uma explicação por alguém, ouvir outras possibilidades.
A nossa política é de Disclosure a partilha de informação é uma prioridade.
Nada é arquivado para domínio interno.



Não é todos os dias que alguém envolvido no fenómeno tem a sorte ou felicidade de observar e filmar uma coisa destas, mais ainda em plena luz do dia.
Inglaterra tem realmente sido um país com bastantes relatos nos últimos meses, que são comunicados às autoridades policiais e mesmo à imprensa.
Sinceramente não encontrei ainda uma explicação.

Fica o vídeo para apreciação de todos.

Avistamento noticiado no jornal Boston Standard.

A origem desta observação permanece numa incógnita.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Menino de 13 anos sequestrado por OVNI causa reações e especulações

O episódio misterioso ocorreu n a Vila Hernandarias, Entre Rios "Argentina".
Especialistas estão intrigados com o fenómeno.
Um caso de aparente abdução de um menino de 13 anos , que depois de ser envolvido numa projeção de luz e de sons intensos reaparece a um quilômetro de distância de onde se encontrava inicialmente, fato esse que toca mais de seis mil habitantes da cidade entrerriana de Villa Hernandarias , localizada a 110 km do Paraná.

O incidente, relatado por investigadores do (ICOU), ocorreu na segunda-feira à noite num bairro pobre de Villa Hernandarias e teve como protagonista um adolescente que saiu de casa para ir a outra propriedade da família localizada a cerca de cinquenta metros de distância da sua residência.
O menino, cujos detalhes não foram divulgados por razões legais, ia apenas para a fazenda em construção à procura de algo que seus pais haviam solicitado.
Os pais ficaram alarmados quando viram os minutos passar e o menino sem aparecer em casa.

Nestas condições, como indicado pela família às autoridades policiais de Villa Hernandarias, o irmão mais velho do adolescente, um jovem de 25 anos, foi ao encontro do seu irmão, porque se lembrou que a porta do lugar em construção tinha dificuldade em ser aberta a partir do exterior.
De acordo com a história da polícia, o irmão mais velho do menino chegou e encontrou o irmão tentando abrir a porta e resolveu a dificuldade abrindo a porta, mas de repente perde o irmão de vista ficando completamente confusão, baralhado com o lapso de tempo sem saber se o irmão estava no interior da obra ou tinha regressado a casa sem que ele mesmo se tenha apercebido.
No entanto, a versão fornecida na esquadra da polícia, o menino desta incrível história contada nessas circunstâncias, se viu de repente envolveu numa luminosidade intensa com um som estranho.
Revela ao Comissário da Polícia de Villa Hernandarias, Diego Wasinger, de que não se recorda de nada só o fato de ter recuperado a consciência num local distante a um quilometro de onde estava anteriormente.
Investigadores estudam hipótese de um possível rapto OVNI.

A evolução da situação incluiu com o regresso do irmão mais velho a casa após não mais encontrar o irmão.
Durante os 10 minutos de aflição, desespero da família o irmão mais velho liga para o telemóvel da qual o irmão desaparecido atende.
O menino respondia que não sabia como tinha chegado ao local onde se encontrava, que estava muito confuso após terem encontrado a criança, o levaram para o hospital local onde foi submetido a exames de sangue e urina que não revelou qualquer anomalia.
Mais tarde e até mesmo enquadrado no sigilo da investigação, o comissário Wasinger disse o menino aparentemente sequestrado é uma adolescente normal e ele não foi encontrado qualquer substância tóxica em estudos de laboratório a que ele foi submetido.
O chefe de polícia também informou que a testemunha deste episódio extraordinário estava lúcido, localizada no tempo e no espaço.
A sua família evitou o contato com a imprensa nas primeiras horas após o incidente.

A curta duração do fenômeno levanta questões

Luís Burgos 
O prestigiado investigador do fenómeno ovni, Luis Burgos, juntamente com o investigador Marcelo Martinich tomaram conta da ocorrência como membros para desvendar o mistério em torno do caso, revelam que, embora "10 minutos desaparecimento é um tempo muito curto para uma abdução, pois nada é impossível".

Burgos salientou que o irmão mais velho do protagonista, mesmo quando estava aproximadamente a menos de três metros de distância, não se percebeu de qualquer luz ou som mencionado pelo adolescente, apontando de que "estamos diante de um caso complexo em que se deve continuar a investigar. "

Diário Popular

sábado, 27 de maio de 2017

Erich Von Däniken no The Noite (26/05/17) - Brasil

Na noite passada 26, o apresentador Danilo Gentili recebeu em seu programa o The Noite no SBT o renomado pesquisador Erich von Däniken autor do Best Seller Eram Os Deuses Astronautas! Ao contrário do Jô Soares, não quis se destacar e dando espaço para o entrevistado, coisa que não vimos com o Jô. Danilo fez perguntas diretas e claro, recebeu excelentes respostas que tiraram muitas dúvidas de muitos (Inclusive eu) respostas esclarecedoras sobre suas obras. Danilo abordou temas como as Pirâmides do Egito, Ilha de Páscoa e as Linhas de Nazca.

Däniken é um controverso escritor suíço conhecido por criar diversas teorias sobre a suposta influência extraterrestre na cultura humana desde os tempos pré-históricos. Däniken é o principal responsável por popularizar a crença de que os deuses, descritos na literatura e escrituras das principais religiões e civilizações, eram na realidade extraterrestres.

Assista a entrevista abaixo:



Muito boa a entrevista! Vale a pena conferir. Rondinelli.



Bombeiros afirmam ter visto um ovni

O caso de Abrantes no ano 2004, continua ainda a ser um autentico mistério para aqueles que viram algo de anormal no céu sem uma explicação lógica, racional ou plausível.


Era noite estrelada em Esteveira, Barrada, concelho de Abrantes.
De repente surgiu no céu uma bola de cor alaranjada.
O fenómeno foi avistado por uma dezena de pessoas que se encontravam numa zona de pinhal que havia sido consumida, horas antes, por um incêndio.
A bola de luz um pouco menor que a lua não fez qualquer barulho.
Movia-se no mesmo sentido em que os bombeiros Miguel Vasco e Flávio Areias se movimentavam.
Minutos depois desapareceu vertiginosamente, num movimento vertical ascendente.
Foi a primeira e única vez que Miguel Vasco, bombeiro profissional de Abrantes, diz ter avistado algo semelhante. 

Foi a 2 de Julho de 2004 por volta da meia-noite, consigo estavam outros colegas bombeiros e elementos da GNR. “Eu e o Flávio estávamos a aguardar desmobilização.
Tínhamos acabado de parar num largo de terra batida”, explica.
O incêndio que tinham andado a combater durante o dia estava extinto.
“Quando o Miguel saiu do nosso carro, para irmos cumprimentar outros nossos colegas que são bombeiros de Mação e que tinham parado a cerca de 50 metros de nós, vi-o parado a olhar para o ar e fiz o mesmo.
Chamou-nos a atenção pelo tamanho anormal em relação às estrelas ou luzes de aviões”, conta Flávio Areias, outra das testemunhas do chamado “caso de Abrantes”.
Miguel Vasco reforça o relato e afirma a sua convicção de que assistiu a algo extraordinário. “Todos vimos. Não foi alucinação, ilusão de óptica ou distúrbio visual.


Uma coisa era ter sido apenas uma pessoa a ver aquilo mas estavam cerca de dez pessoas no local e todas viram o mesmo, mas na altura ninguém deu muita importância ao assunto”.
Após os muitos anos e o assunto ter sido praticamente esquecido, ainda há colegas de Miguel e Flávio que, de vez em quando se metem com eles com um irónico “Olha o ovni!”
“Sempre gostei do desconhecido e procurei sempre estar informado sobre essas matérias. Para além disso ficou provado que naquela noite não estava qualquer aeronave ou satélite a passar no local”, diz Miguel Vasco.
Miguel nunca mais viu nada semelhante.
Mas Flávio Areias contabiliza já um total de três “avistamentos”, sempre da mesma luz alaranjada.
Duas vezes no mesmo local e outra junto ao estádio desportivo de Abrantes, desta vez com a particularidade do céu se apresentar nublado.
Sem explicação possível para as luzes que sobrevoaram os céus de Abrantes, Miguel acredita que possa existir vida noutros planetas.
“Porque é que temos de ser nós os mais avançados.
Estamos a ser egoístas ao pensarmos que somos os únicos num universo tão grande.
Nós somos uma gota de água no oceano do Cosmos”, defende.

Mirante.pt

sexta-feira, 26 de maio de 2017

OVNI assusta tratorista durante a madrugada



Um acontecimento surpreendente aconteceu antes do amanhecer de 20 de dezembro de 1978, na cidade Caa Catí "Argentina", num campo de arroz, onde estava a testemunha trabalhando no com um trator, Valeriano Galarza. 
O tratorista viveu uma experiência incrível que o deixou marcado para o resto da vida .

Era cerca de 4 de manhã, vi no céu uma luz muito forte que se aproximou de mim para ficar em cima do trator suspenso, cerca de 20 metros de altura ou mais. 
Parecia uma estrela mas era muito maior. 
Desliguei a luz do trator para ver melhor. 
Vi então que era um grande objeto de aparência metálica, prata, que suspenso no ar, iluminando o campo inteiro em torno de uma luz branca muito poderosa, com alguns tons avermelhados. 
O objeto deveria ter cerca de 20 a 30 metros de diâmetro, estava quieto, só havia um ruído que não era muito forte, semelhante ao ruído de uma máquina de costura. 
Não podia ver bem, porque a luz era muito forte e me deslumbrou. "
Assim, quase engasgando com a seqüência, contou a experiência de à 40 anos atrás, a testemunha disse ao jornal El Litoral, naquela época de 1978. 
"Quando a vi fiquei completamente paralisado, não podiame mover e só consegui sair do trator para me abrigar, porque pensei que poderia cair sobre o tractor.
O aparelho este ali cerca de dois ou três minutos ou assim com quatro holofotes muito poderosos sobre os lados do objeto iluminando todo campo como se fosse de dia. 
O objeto começou a subir lentamente; em seguida, desapareceu em alta velocidade no céu onde ainda pude ouvir um ruído como um zumbido de abelhas. 
Notório que quando desliguei as luzes do trator, o motor simplesmente parou. 
Naquela época, não tinha medo de nada, mas depois deste incidente tudo mudou na minha vida, eu estava com medo porque aquela luz estava me vigiando, pelo menos me deu essa impressão. 
Eu não queria parar de trabalhar mas fui obrigado a o fazer e comunicar ao meu patrão, que me pediu para trocar de turno, coisa que eu não queria devido a ter de suportar o intenso calor do dia. " 

Uma vez que o choque passou, Valeriano Galarza tentado a voltar a trabalhar à noite, mas aconteceu que, chegando o amanhecer, quando tudo tinha acalmado, via o planeta Vênus que o deixava em pânico pensando, "lá estão eles novamente acabando por abandonar o trabalho e profissão.  
A partir de então, continuou a trabalhar apenas durante o dia após a tremenda experiência que o afetou, sem dúvida. 
Experiência que o levou à morte anos depois. 
Valeriano Galarza nunca leu nem ouvia nada sobre OVNIs não acreditando na existência de extraterrestres, tinha ouvido apenas recentemente uma história que circulou sobre a experiência que tiveram dois pilotos que participam num comício e nada mais, por isso é considerado um testemunha confiável porque à primeira vista isso mostra que ele é um homem honesto, incapaz de montar uma mentira deste tipo. 
Também coincide com casos semelhantes no mundo, como no caso do agricultor Vilas Boas, no Brasil, em 1958, ele foi levado para um objeto quando ele também trabalhando num campo foi surpreendido.
No rescaldo deste experiência inesquecível, Valeriano Galarza sofreu uma dor de cabeça persistente e visão para cerca de 3 ou 4 dias após a experiência com o OVNI, talvez efeito do campo eletromagnético poderoso do objeto. 


quarta-feira, 24 de maio de 2017

Coreia do Sul dispara sobre OVNI na fronteira com a Coreia do Norte

Coréia do Sul dispara sobre misterioso OVNI "Objeto Voador Não Identificado" na fronteira com a Coréia do Norte deixando soldados em pânico, atirando no objeto para o abater.
O objeto, pensado ser um drone de vigilância, voou sobre a zona militarizada dois dias depois do último teste de mísseis balísticos.
Os soldados sul-coreanos dispararam quase 100 balas de metralhadora K-3 sobre OVNI que deixou exército de furioso sobre a fronteira.

O objeto, pensado ser um drone, entrou no espaço aéreo do Sul e voou através da Zona militarizada - um dos locais mais fortemente armados do mundo.

Enquanto o misterioso item não foi identificado, o seu curso de radar está sendo investigado, disse o exército de Seul em comunicado.

Um funcionário disse à AFP que parecia ser um drone.

O funcionário não deu detalhes, mas os aviões anteriores que voaram através da fronteira têm sido de tamanho semelhante aos drones porém com formato tipo 'balão'.

Os militares não indicaram se o objeto tinha sido derrubado, ou tinha ido para trás sobre a fronteira.



"Os militares estão mantendo vigilância rigorosa sobre o Norte e mantendo alta vigilância", disse em comunicado.

A agência de notícias Yonhap do sul disse que aproximadamente 90 munições foram disparadas de uma metralhadora no objeto.

As tensões estão em alta na Península Coreana em relação ao agressivo programa de armas nucleares do Norte.

O incidente de suspeita de drone ocorre dois dias depois que o reino eremita do crackpot conduziu seu mais recente lançamento de teste de mísseis balísticos.

Voos de aeronaves sobre a área Norte Coreana será puro suicídio, ficando esta história um pouco mal contada.

Segundo avança a CNN, seriam balões de propaganda a causa deste incidente.
Iriam os militares atirar em balões!
Serão os militares capaz de distinguir um balão de um Drone!

Drone Norte Coreano encontrado na Coreia do Sul em Abril de 2014 

Inf 

OVNI ou Drone de Vigilância Aérea eis a questão! 

Não confundir Objeto Voador Não Identificado com um Objeto Voador Extraterrestre 'OVET'. 

O "AEROPLANO" QUE TRANSPORTOU A "SENHORA" À COVA DA IRIA EM 13 DE SETEMBRO 1917

Por: Professor Joaquim Fernandes.

Esclarecedor, literal e absolutamente esmagador este depoimento. Sob o manto diáfano do vocabulário mítico-religioso revela-se o essencial...
Do livro do cónego Barthas, "Fátima", (pp. 130-2) recolho a seguinte passagem:   
"Todos os que o viram tiveram a impressão, como dois sacerdotes citados - Manuel do Carmo Góis e Manuel Pereira
da Silva - de que se tratava de uma forma semelhante à de um avião que trazia a Mãe de Deus ao encontro prometido aos pastorinhos e que a transportou depois de novo ao Paraíso. Com eles estava Monsenhor João Quaresma, vigário-geral da diocese de Leiria, autoridades eclesiásticas nomeadas pelo bispo para fazer parte da Comissão do Inquérito Canónico, considerou natural e admissível que a Virgem utilizasse um meio de transporte, como qualquer mortal...
Em 13 de Setembro, ao meio-dia solar, escreveu ele:
"Fez-se completo silêncio. Ouvia-se o ciciar das preces. Subitamente soam gritos de júbilo... Ouvem-se vozes a louvar a Virgem. Braços erguem-se a apontar para qualquer coisa no alto. “Olhem, não vêem?...” — “Sim, já vejo!...” A satisfação brilha nos olhos dos que vêem. No céu azul não havia uma nuvem. Também eu levanto os olhos e ponho-me a perscrutar a amplidão do céu, para ver o que os outros olhos mais felizes, primeiro do que eu, contemplaram. “Lá está você também a olhar!...”
Com grande admiração minha, vejo clara e distintamente um globo luminoso que se movia do nascente para o poente, deslizando lento e majestoso através do espaço. Tinha forma oval, com o lado maior voltado para baixo. A meu lado, um sacerdote amigo olhou também e teve a felicidade de gozar da mesma inesperada e encantadora aparição... quando, de repente, o globo, com a sua luz extraordinária, se sumiu aos nossos olhos.
Perto de nós estava uma pequenita vestida como a Lúcia e pouco mais ou menos da mesma idade. Cheia de alegria, continuava a gritar “Ainda a vejo... ainda a vejo... agora desce para baixo!”
Passados minutos, exatamente o tempo que costumavam durar as aparições, começou a criança de novo a exclamar apontando para o céu: “Lá sobe ela outra vez!”, e continuou seguindo o globo com os olhos, até que desapareceu na direção do Sol.
— Que pensas daquele globo? — perguntei ao meu amigo, que se mostrava entusiasmado por quanto tínhamos visto.
— Que era Nossa Senhora — respondeu sem hesitar.
Era também a minha convicção. Os pastorinhos contemplaram a própria Mãe de Deus. A nós fora-nos concedida a graça de ver o carro que a tinha transportado do céu à charneca inóspita da serra de Aire”.

Anexa: reconstituição do globo luminoso observado na Cova da iria, em 13 de Setembro 1917. (Claro Fângio, 1982).

OVNIs e humanoides desde a guerra civil em Andaluzia - Espanha

Parece que o fenómeno OVNI é um assunto esquecido, ossificada no século XX, enterrado por seu tão controverso quando a história parece ser absurda.
Apesar da incredulidade que continua a causar, o fato é que o fenómeno OVNI permanece vivo, e é real.
Pelo menos para as milhares de testemunhas do inédito, que vão desde os camponeses, pilotos de avião com milhares de horas de vôo, cujas histórias nos poucos relatos desclassificados que têm um valor extraordinário.

Existem poucos cientistas prestigiados assumir como válida a hipótese da existência de civilizações extraterrestres com base nas mais recentes pesquisas, como é definido por José Manuel Nieves nas páginas mais empíricas no jornal ABC.
De fato, o jornal ABC de Sevilla se dedicou a várias décadas uma série de avistamentos a sul de Despeñaperros.

Crônicas da Guerra Civil
Embora o fenómeno OVNI não nasce só em 1947 nos Estados Unidos, você pode encontrar em Espanha narrações alusivas a luzes estranhas que cruzam os céus na Idade Média.


Mas devemos voltar para a Guerra Civil para encontrar a primeira evidência confiável de avistamentos na Andaluzia.

Foi o que aconteceu e assim narrado pelo jornal ABC: "O Sol já tinha desaparecido, e os soldados do batalhão naquela manhã 5 de fevereiro de 1938 defendiam a posição de Penon de la Mata (norte da província de Granada) suportando o frio, enquanto observavam cuidadosamente a sua posição. O céu estava completamente limpo, e nosso testemunho-uma brigada 76, logo notou a presença de algo anormal no céu. "

O soldado na distância definida como algo como "um chapéu mexicano" cor alumínio fosco. O artefato de metal misterioso, voando lentamente posicionado sobre a testemunha, para que pudesse ver o fundo do objeto". No centro dos raios era como a lente de uma câmera e deu uma sensação de profundidade ". Ele ligou-se no sentido oposto ao sentido horário e desapareceu no campo de visão dos combatentes.

Dionisio, os seres e a estrela da manhã
Um dos casos mais notórios foi vivido por Dionisio Ávila, antigo e respeitado morador em Los Villares. No ano 1996, Dionisio passeava com seu cachorro pelos olivais intermináveis ​​onde apareceu um artefato brilhante. Depois de um reconhecimento em volta do aparelho, viu dois seres esguios, com fatos prata, lançaram o que ele descreveu como uma "estrela da manhã", que, quando lhe pegou, se transformou numa pedra esférica. "Sintetiza todo o absurdo do fenómeno OVNI", diz García Bautista.

O objeto tinha o tamanho de uma noz e tinha gravada uma inscrição curiosa, semelhante aos símbolos apresentado na nave: "IOI". O famoso 'vara, zero ' que foi o pioneiro espanhol na investigação ovni, Juan José Benítez para a investigação' Anel de prata ' publicado pela TVE no lendário' Haunted Planet programe.

Dionisio Ávila nunca mais voltou a fazer contato com os humanóides que atribui a cura de suas doenças, encontrado pelos habitantes da pequena cidade Jiennense.
Muitas outras histórias decorrem como o ataque a um sevilhano pela tripulação de um objeto na noite fria 28 de janeiro de 1976.

O ataque em Sevilla
Mais uma vez, a edição andaluza do jornal ABC desta vez com a assinatura de Benigno Gonzalez pegou o testemunho delirante de Miguel Fernandez Carrasco, que estava retornando a Benacanzón depois de ter estado com a sua namorada em Sanlúcar la Mayor. Acreditando ver duas estrelas cadentes durante a sua caminhada. Logo, um objeto voador que emitia raios de luz de vermelho e branco caiu diante dele e da máquina voadora saíram dois humanóides altos.
O medo tomou conta a testemunha.

O objeto começou a perseguir a testemunha, aterrorizada projetando "um raio de luz, uma arma leve" quase letal sobre Miguel Fernández.
Miguel acabou gravemente ferido no chão, quase inconsciente atacado " por "algo" desconhecido para ele.

Uma vez admitido para a capital San Lazaro Hospital, o agricultor prestou depoimento ao Tribunal de Instrução 6 em Sevilla onde se abriu um processo para esclarecer um suposto ataque de extraterrestres pela primeira vez em Espanha.
O caso foi ademitido apenas duas semanas depois.

Aqui estão alguns dos casos incluídos na compilação de José Manuel García Bautista. "OVNIs na Andaluzia" abrange muitas outras crônicas sobre um fenómeno aparentemente sem sentido, que vem mudando ao longo dos anos e se manifesta de muitas formas com humanóides, osnis -Objetos Submarinos não identificada avistado na Baía de Cádiz!

Fonte 

terça-feira, 16 de maio de 2017

Mestre Alves, o homem que viu OVNIs na Ilha Barreta - Algarve

OVNIs na Ilha Barreta - Algarve 

Tema extraído numa reportagem da Notícias Magazine.
Nas buscas incansáveis para obtenção de respostas, encontramos pessoas que além de acreditarem no fenómeno OVNI, presenciaram algo de anormal nos céus.
Esta é a história do Mestre Alves, que diz ter visto OVNIs na ilha Formosa.

Fernando Alves, 68 anos, vive há três décadas na Barreta. 
É o único habitante da ilha algarvia. 
Pescador, vigilante de aves, salvador de náufragos e, segundo o próprio, observador de ovnis. 
Nas dunas da ria Formosa, instalou um reino só para si. 

O fabuloso destino do Mestre Alves, o único habitante da Barreta, ilha algarvia.

A principal leitura que o homem consome são livros sobre fenómenos extraterrestres. «Já vi vários ovnis aqui na ilha», declara. 
Segundo os seus estudos, há três tipos de seres a visitarem a Terra: 
«Os que nos odeiam, os que nos protegem e os que têm curiosidade de nos conhecer. 
São esses que às vezes levam humanos para as naves. 
É para fazerem experiências científicas.» 
Ele nunca foi raptado, mas diz que todos os anos, na Lua nova de agosto, andam ali uns aparelhos aéreos a sobrevoar a ilha Deserta. 
«São duas luzes muito focadas que se vão juntando e largam um foco vermelho. 
Já as vi eu e já as viram alguns pescadores da ria. 
Depois desaparecem a grande velocidade, muito mais rápido do que um avião ou um satélite.

Mestre Alves é o guardião da ilha, mas diz que ela não lhe pertence. 
«Se formos ver bem as coisas, eu é que lhe pertenço.» 
A vida que aquelas dunas lhe deram é a mais feliz que poderia ter tido. 
Sabe que o seu corpo não pode ser enterrado na ilha, mas já escreveu em testamento o seu último desejo. 
«Quero que plantem, ao pé da minha casa, cinco letras muito grandes, feitas de narcisos. »
 Um A, um L, um V, um E é um S. Alves. 
«Quero que cada uma tenha quatro metros de comprido, para até um avião conseguir vê-las. 
E não precisam de se preocupar com o gasto das sementes. 
Já as tenho aqui guardadas numa caixa, são das boas, chegam e sobram para cumprir este pedido. 
Quando estiver lá em cima no céu, quero olhar cá para baixo e saber que ilha é a minha.»

Aqui deixamos uma reportagem sobre o Sr. Fernando Alves, para conhecido desta ilustre pessoa acarinhada por inúmeras pessoas.
Trabalho e realização por Pedro Neves.

domingo, 14 de maio de 2017

OVNI: Avistamento em Lagos - Algarve

Ilustração
Localização - Lagos - Algarve

Data - 30 Novembro 2016 

Testemunha - Sr. Guilherme Ramos

Relato da testemunha...
Ao ler o artigo publicado sobre o avistamento de um Ovni em Messines, resolvi partilhar também a minha história.

No dia 30 de novembro, após passar 2 semanas a fazer yoga em casa, ao observar o céu à noite reparei numa estrela que se destacava ligeiramente das outras devido ao seu intenso brilho e tamanho superior ao das restantes estrelas que a circundavam.

Fiquei a contemplá-la por alguns minutos, isto quando, uma das estrelas que estava do seu lado (bem mais pequena e com menos brilho) começou a movimentar-se bastante devagar, e antes que ela "desaparecesse" do meu campo visual, resolvi chamar a minha mãe, para poder assistir ao magnífico momento que se estava a proporcionar em frente dos meus olhos, e limitei-me a virar-me de costas por uns meros segundos gritando por ela para vir à varanda, quando me viro de novo e olho para o céu, a estrela pequena tinha desaparecido do nosso campo visual e a estrela maior e mais cintilante que observava inicialmente estava a movimentar-se a uma velocidade estonteante, talvez 4 ou 5 vezes mais rápido do que um avião e no sentido oposto ao movimento da primeira estrela que se moveu. . . Ficámos a observar o fenômeno aproximadamente durante um minuto, até a estrela desaparecer no horizonte.

Apenas tinha uma luz, era branca, muito intensa, estava parada no céu, como se fizesse parte de uma das constelações, o seu brilho fazia-a destacar-se das outras, mas foi o seu tamanho que me chamou mesmo a atenção. Observei-a por 5 minutos, e simplesmente parecia uma estrela normal, até começar a acontecer o que já contei. . .

Felizmente a minha mãe veio a tempo de observar o mesmo que eu observei, foi mágico, foi sobrenatural, e fiquei aliviado na altura por ela estar do meu lado, pois se apenas lhe contasse o sucedido sem ela ter presenciado o mesmo que eu, dificilmente ela acreditaria e diria que era fruto da minha imaginação.

Não haviam luzes de várias cores, não haviam formas, não haviam ruídos. . . Simplesmente uma esfera luminosa que inicialmente estava parada e no fim percorreu todo o horizonte num minuto. .  .
Este acontecimento deu-se dia 30 de Novembro de 2016 em Odiáxere (Lagos) no Algarve também.

Desde esse dia a minha vida mudou muito, muito mesmo, mas felizmente mudou para melhor, arranjei um trabalho fantástico, e a vida tem corrido muito bem.

Antes desse acontecimento, já tinham ocorrido outros em dias anteriores, mas sem testemunhas, em chamas de velas e no meio de um descampado. . .

Em criança já tive outras experiências interessantes também, que envolvem também avistamentos no céu, e acontecimentos relacionados com certas espécies de árvores.

Tal como vós, sou um amante do oculto e ando atrás do conhecimento, da verdade, do que realmente somos e o que nos rodeia, e espero que a  experiência que partilhei convosco os ajude nas vossas pesquisas e nos vossos estudos.

domingo, 7 de maio de 2017

Objecto Voador Não Identificado em São Bartolomeu de Messines - Algarve

Localização - São Bartolomeu de Mesines 

Data e hora - 06/05/2017 - 21:30h

Testemunhas - Sra. Teresa Silva e filha.

Relato da testemunha...
Vivo em São Bartolomeu de Messines no algarve e tenho uma varanda virada para noroeste .
Hoje dia 6 de Maio pelas 21:30h vou à varanda e olhando à minha esquerda ( retefefiquei pela bússola ) a 240° SO°, vi uma luz branca parada que me parecia uma estrela mas mais intensa parada por cima dum monte ( porque SB Messines fica numa cova ) achei estranho porque nunca tinha visto uma estrela ali.
Voltei para dentro e passado uns minutos fui novamente ao terraço e ja nao vi essa luz branca , procurei a e por detrás das árvore ao longe na serra começo a ver luzes a brilhar e cintilar que iam desde o vermelho ,a amarelo ,azul ,verde
Mas deslocava e novamente deixei de o ver mais uns 10-15 minutos
Apareceu mais tarde a 300° NO muito afastado muito mais alto e mais longe . 
Vi com uns bons binóculos que tenho como apesar de tão longe e alto essas cores continuavam a brilhar com uma intensidade fantástica.
Foto do objecto luminoso
A forma dele parecia mais vertical ( tipo y grego) mas não posso dizer isso com certezas pois tinha se afastado muito e as luzes ao cintilarem e mudarem de cores vermelho em baixo amarelo em cima verde dos lados depois o azul e invertia tudo sempre a cintilar e foi se afastando nesse horizonte mais ou menos de 300° NO e foi baixando sempre até desaparecer no horizonte por detrás da serra!
Desde o primeiro momento tive a perceção do que era e para mim era um OVNI,
Chamei minha filha que também apaixonada por estes temas viu tudo o que eu vi. 
Foi deslumbrante para mim assustador pelo desconhecido mas apaixonante.
Nunca pensei algum dia ver o que vi esta noite!
Desde que o vi até desaparecer passaram uma hora mais ou menos
Gostaria de saber se tem conhecimento de alguém mais ter visto esta noite o que eu vi e se me podem esclarecer as minhas certezas.


Áudio e tentativa de captura de imagem das testemunhas com iPhone7.

Se observou o mesmo fenómeno queira partilhar connosco a sua observação, ou nos envie um email para ufo_portugal@sapo.pt
Ou deixe o seu testemunho abaixo nos comentários.
Qualquer informação adicional será bem vinda.

Durante todo o evento, não houve qualquer voo de aeronaves no local

Com o apoio do jornal: www.terraruiva.pt

Constelação perante data e hora em Messines
Após uma análise avançada pelo Sr. Bruno Gonçalves, metereologia amador, avançou no jornal "Sul Informação", que se tratava da estrela Vega da constelação de Lyra ou um drone.
Descartamos a estrela Vega por vários motivos!
A estrela Vega não emite colorações multicoloridas, não é conseguida essa proeza "registo" através de um iphone 7, além do mesmo fenómeno não ter sido visualizado novamente pela testemunha na noite seguinte além da mesma não ter o formato (Y)!
A estrela Vega é a quinta estrela mais luminosa no céu noturno, apresentando uma coloração azul e branco que se deve à sua constituição química de gases e poeira 'hidrogênio e hélio'.
De certo que em inúmeras situações as estrelas parecem apresentar variadas cores que se devem ao facto das ondas térmicas a baixas e altas altitude.
Tendo em conta nebulosidade nessa noite pela qual podemos constatar através de filtros adicionados no vídeo de forma a podermos ver efetivamente o que as imagens escuras nos ocultam.
É possível ver a luz da Lua 'quarto crescente', no canto superior esquerdo, refletido numa nuvem.
Logo a dificuldade na observação de muitos astros como também um registo em vídeo por um destes equipamentos que fica obestruido pelo excesso de luz.



A longa exposição de uma hora aproximadamente, descarta também a possibilidade de um drone vulgar, embora existam equipamentos desta natureza com a capacidade de voo entre 30 a 60 minutos.
Uma vez mais o formato Y não parece enquadrar neste estereótipo de equipamentos.

O objecto em questão teria de ter um tamanho considerável para conseguir o registo pela câmera do iphone.

Os único Satélites visíveis naquela noite SO/NO seriam: ENVISAT que ficaria fora de Campo de visão às 21 horas e 32 minutos, com a magnitude 5.07.
Pelas 21 horas e 40 minutos surgia o Satélite DELTA 2 R/B (1), com movimento oposto ao referenciado pela testemunha na observação.
Pelas 22 horas e 20 minutos, surge no horizonte o Satélite ATLAS CENTAUR 2, também com movimento oposto.

Terrestre ou não, a testemunha pode efetivamente ter presenciado algo de extraordinário "Objecto Voador Não Identificado", permanecendo a sua origem numa incógnita!

De salientar a observação do mesmo fenómeno nessa noite em Vila Moura e Vila Nova de Famalicão.
Não é a primeira vez que um objecto com este formato (Y), é reportado, fotografado em Portugal!


Esta é a resposta mais sensata para a observação da Sra. Teresa Silva.

Testes realizados com um iPhone 7 foram negativos na captura dos astros mais luminosos incluindo Vega!

Se observou este ou outro fenómeno queiram por favor entrar em contacto connosco (ufo_portugal@sapo.pt)


sábado, 6 de maio de 2017

Objectos Voadores Não Identicados sobre Lisboa - Vídeos Abril de 2017


Localização - Lisboa

Data, hora - 24, 30/04/2017 - 02:50h

Testemunha - Sra. Esmer Vilão

Relato da testemunha...
- Avistamento no dia 24/04/2017 pelas 02:50 de um objecto estranho que parecia próximo da ponte Vasco da Gama mas ele devia-se encontrar na direcção Porto Alto ou ainda mais longe !!!
Pois gravei por algum tempo, e passado algum tempo ele desapareceu e nunca mais consegui vê-lo como mostra o video.



Há um 2º Video gravado no dia 30/04/2017, onde avistei um objecto com uma cor vermelha parado entre as torres de vasco da gama ele esteve imenso tempo parado por isso me chamou atenção. 
Este objecto só saí quando um avião passou pela zona, ele apagou as luzes e arrancou para o lado esquerdo da imagem ou seja para zona do Tejo.



A camara é muito antiga (ainda de cassete) é uma Sony Steady Handycam Vision 360X eu usei o foco ao máximo de distancia toda que ela alcançava.

Gostaria de saber a vossa opinião.

O UFO Portugal infelizmente não conseguiu ter acesso ao histórico de tráfego aéreo do dia 24 de forma apurar a localização da aviação local.
Porém os vídeos não deixam de ser intrigantes.
Ficamos sem poder dar uma resposta plausível, drones seriam uma sugestão embora a luminosidade seja demasiado forte para um destes objetos.
Ficando a questão... O que faria um drone às três da manhã sobre Lisboa!
E qual o drone com a capacidade de voo como nos apresenta os vídeos.
Fica uma vez mais o mistério no ar.
Tire as suas conclusões.

Vamos aguardar por mais informações 😎

quarta-feira, 3 de maio de 2017

AGENTE DA GUARDIA CIVIL REFERE-SE EXCLUSIVAMENTE ÀS SUAS EXPERIÊNCIAS COM OVNIS

Quando estava realizando trabalho de vigilância dois trailers que transportam material militar, o autor deste artigo teve a oportunidade de ter um avistamento de OVNI intrigante.
A partir desse momento ele começou a realizar pesquisas entre o sujeito digno, trazendo casos marcantes de encontros próximos com uma luz não identificado.
Mas o mais surpreendente é que o agente Quevedo voltar a ser testemunha do incomum ...
Texto: Paco Quevedo

Foi em setembro de 1989, quando me juntei na minha primeira missão como um guarda civil profissional.
Naquela época, era completamente alheio a questões sobre OVNIs, uma vez que durante os três anos anteriores tinha sido exclusivamente para a minha formação como um agente da Guardia Civil.

Um dos meu primeiro servicos consistiu de escoltar o transporte especial, dois reboques que se moviam as peças para mísseis e explosivos a partir de Madrid para a base militar em Rota (Cádiz).
A 27 de setembro, em torno de 20:15 horas, um colega e eu assumimos o trabalho de acompanhamento na borda noroeste da província de Toledo com Madrid, apenas fora da urbanização Calypo Fado.
Em seguida, tomamos a quinta estrada nacional em direcção à fronteira com Cáceres.

Passado 21:30 pm, quando o sol se pôs e nós estávamos em frente à cidade de Oropesa, eles começamos a ver algumas nuvens soltas que mais pareciam nuvens de nevoeiro.
Entre eles eu estava descendo a visão de uma enorme lua vermelha no qual não tinha notado antes.
Fiquei impressionado com o seu enorme tamanho.
Por alguns longos minutos o que me chamou a atenção porque eu via nuvens vermelhas.
Para contrastar os meus pontos de vista, perguntei ao meu companheiro, um cabo e, portanto, meu superior na época: "Você viu a lua estranha, cabo?". Ele exibindo sua seriedade característica e com algum desdém, respondeu de maneira abrupta: " É a Lua. Mais vermelha ou branca, é sempre a Lua. Dirige e chegar até a velocidade! ". Ele estava certo, não percebendo que estava circulando a uma taxa mais lenta do que o pretendido.

Descoberta surpreendente
De qualquer forma, vi a novamente cercada por um halo estranho, antes de desaparecer á minha esquerda atrás de uma nuvem que parecia ter franjas longas.
Através do espelho retrovisor, vi que os ocupantes de um dos caminhões militares também assistiu e falava para o outro.
Quando chegamos ao local combinado, onde aguardamos por outro carro da Guarda Civil para aliviar -nos nas tarefas de escolta, parei o carro e fui para mais perto dos ocupantes do trailer, mas depois de tudo o Cabo adivinhando as minhas intenções, foi ao meu encontro para pedir -me para voltar ao veículo e ficar atento ao rádio, poderíamos recebeu qualquer aviso.

Dias depois verifiquei num calendário lunar naquele dia não poderia ter observado a Lua, porque não era visível no momento em que o objeto voador foi avistado.
Essa descoberta me deixou muito preocupado.
O que era o que tínhamos contemplado?!
Para piorar a situação, dias depois, vi uma história no programa Weekly Report (Televisão Espanhola) em que falavam no pouso de um OVNI em plena luz do dia narrada na cidade russa de Voronezh no mesmo dia 27 de setembro de 1989.
Para piorar a situação, o objecto não identificado era uma esfera vermelha.
Seria a mesma aeronave que vi?  
Lamentou não ter definido melhor nos detalhes ou ter conhecimento do fenômeno OVNI.
O que ficou claro é que eu não tinha visto a lua, mas sim um objeto voador não identificado.

Por falta de respostas, comecei a recolher informações sobre ufologia.
A mudança do destino levou-me a concordar com um companheiro de profissão.
Houve uma noite, quando estávamos prestes a sair em patrulha, perguntei ao soldado de "serviço pela cédula", de modo a verificar excursões ou pedidos espaciais.

Ele disse que estava no carro, dentro do porta luvas.
Quando fui pegar a cédula, percebi que eu tinha guardado uma publicação esotérica do mês julho!
Perguntei sarcasticamente o que fazia ali aquela revista?
Ele atrapalhado parecia uma criança tipo apanhada a fazendo travessuras.
"Se você não contar a ninguém, só você e eu sabemos", disse ele em voz baixa, séria.
Eu não poderia deixar de rir.
A verdade é que eu estava contente com a descoberta.
No início, meu parceiro ficou chateado, mas quando eu lhe disse que estava muito interessado nos OVNIs e eu mesmo andava a recolher informações sobre o assunto, ele mudou de atitude.

Antes de contar a minha experiência, perguntei de onde veio o seu hobby.
Ele me olhou muito sério e me fez prometer não contar nada a ninguém.
Então ele honesto comigo. A primeira experiência mostrou-me significou uma surpresa para mim.
Justo no dia onde eu tinha visto a lua vermelha voando a 27 de setembro de 1989, o meu colega e sua esposa viram o mesmo objecto que eu na mesma área!

Julio e sua esposa foram naquele dia à cidade de Urda, mais de 100 quilômetros de Oropesa. Era cerca de 21:30h.
Foi quando observaram uma esfera no céu.
Ela tinha um tamanho considerável, embora muito distante deles.
Viam plenamente no horizonte direção sudoeste, na vertical da área em que eu estava fazendo a referida escolta.
Embora sem nuvens, névoa a bola exalava ao seu redor, como um fio de cabelo ou filamentos longos.

Perguntei se poderia ser um avião. Respondeu: "O que vimos, caro amigo, estava completamente vermelho e esférico era grande, mas distante, cercado por uma névoa.
Eu já assisti e vi milhares de aviões, de várias formas, e não era um avião.
"Nós vimos o OVNI durante alguns minutos, até que ele fez um movimento para baixo, se escondendo atrás de algumas montanhas a sudoeste.
I continuei a pressionar, "E se a lua?". Ele me olhou com amargura antes de tomar a palavra "lua também ser diferenciado de uma esfera vermelha.
Não insista se você não acredita, tudo bem, mas para de pensar que somos tolos ".
O avistamiento também em Julho é na verdade coincidência a mais e bate certo com a minha observação. “Foi mais do que surpreendente”.
Eu gostava de ouvir a sua história, e estou certo de que pode ser o mesmo objeto voador.
Eu queria dizer a minha experiência, mas decidi esperar um pouco, eu ainda queria ouvir a segunda história.
Júlio definiu o avistamento que acabara de narrar de "pequena história" que viveu em comparação com anos anteriores.
Ele disse que o evento havia mudado a sua vida e considera como verdadeiramente insignificante nós, humanos, em comparação com a vastidão do universo.
Desde então, ele começou a refletir sobre a razão para a existência e outras questões igualmente transcendentes ...

Houve uma noite fria no final de 1983, na prisão de alta segurança de Ocaña em Toledo, um grupo de agentes da Guarda Civil tinha acabado de começar o seu turno.
Em julho, ele tinha que ficar de guarda na portaria do canto sudeste.
Meia hora mais tarde, já estava entorpecido com o frio, uma vez que as cabines não tinham vidros.
Olhando para ambos os lados da parede exterior, quase dez metros acima do solo era relaxante a vista com a varredura do horizonte. Milhares de estrelas brilhavam no céu, mas foi particularmente uma estrela demasiado grande e demasiado baixa para ser uma estrela, mais parecia uma janela iluminada.
No entanto, nessa área não havia nada, apenas uma escola de vôo livre que não tinha torre ou edifícios altos.
Em câmera lenta, a luz começou a se aproximar de Júlio fazendo balanços suaves e alargando-se gradualmente.
Depois de alguns minutos, ele viu sua verdadeira forma como uma lâmpada iluminada com uma grande cúpula circular durante cerca de quinze metros de estrutura de diâmetro.
Os guardas gritavam, perguntando o que diabos era aquilo e como eles deveriam reagir. Dado o enorme tamanho do OVNI, Júlio decidiu se preparar para o pior. Mete a sua arma á cara e apontou ao objecto não identificado com a intenção de atirar, mas depois começou a sentir uma estranha paz interior e percebeu o quão ridícula era a atitude dele, então abaixou a arma.

presença majestosa
sentiu a necessidade urgente de ficar parado olhando para aquela transmissão dispositivo tão calmamente.
Ele observou cuidadosamente proporções e perfeição das suas formas.
A ausência de ruído, som e uma luz pura fez -lhe uma presença majestosa.
Ele flutuava não mais de cinqüenta metros acima do solo e cerca de trinta metros da parede exterior da prisão.
O OVNI era cercado por uma linha de azul - luz verde sobre um pé de largura.
No topo estava a poderosa cúpula transparente, iluminada por uma luz branca brilhante, mas não irritante irritante, excepto a parte da cúpula, o OVNI assemelhava ser de metal.

Devia ter toneladas de peso, no entanto, mudou-se em silêncio e com facilidade surpreendente, como se fosse "algo leve”.
No fundo três retângulos dispostos num triângulo perfeito.
Eles têm um metro de comprimento por dois pés de largura, um convexo aspecto e emitia uma luz de um fim branco, mas sem brilho.
Ele se assemelhava a luz sólida.
Ele se perguntou se eles seriam parte de seu sistema de propulsão ou talvez um pouso de trem dobrável.
Era tão harmonioso, suas formas tão perfeitas e movimentos delicados que se sentiu fascinado pela sua presença.
Júlio desejava tocar, e subir no objecto, falar com a tripulação.
Ele ainda tinha a sensação de estar sendo observado.
Durante uns cinco minutos, o OVNI permaneceu no local, apenas a trinta metros acima do solo e balançando suavemente.
Então ele começou a se afastar lentamente para o sul. Em várias ocasiões, ele deu um feixe de luz verde no campo, como um choque elétrico.
No final, a luz foi enfraquecendo e desapareceu na escuridão.
A observação total durou um quarto de hora da qual o silêncio foi absoluto.
Tudo terminou pouco antes das três horas da manhã.
Os guardas voltaram a gritar de um posto para outro, perguntando uns aos outros o que tinha acontecido com eles, mas ninguém tinha respostas.

SEGREDO DOSSIER
Como muitas vezes acontece em casos realizados por pessoal do exército ou das Forças de Segurança do Estado, o medo de que as pessoas dizem ter quando elas mesmas viram OVNIs.
Apenas um guarda mostrou entusiasmo de que eles tinham visto um disco voador.
Ele veio para o posto exultante e queria escrever num relatório para o que aconteceu com uma investigação aberta.
Ele mesmo estava disposto a depor perante a quem precisava.
Porém foi advertido por um superior.
O oficial aproximou-se dele, agarrou-o pelo braço e disse , "Se você quiser ficar na guarda não pode sair por aí dizendo que você vê discos voadores, filho.
Nós somos a Guarda Civil, que deve ser sã e defender a ordem, a lei e como você deve saber, os ovnis oficialmente não existem.
" Então o superior perguntou novamente: "Então você viu um disco voador? Você quer ir a Madrid para investigaram o caso?". E desta vez ninguém abriu a boca.
A Direcção Geral- abriu uma investigação reservada, cujo destino final era, aparentemente, a Força Aérea.
Era o que a brigada civil mais temia: os controles começaram a interrogar testemunhas sobre o que aconteceu, mas todos decidiram parar e evitar problemas.
Alguns diziam que era provavelmente algum tipo de avião, outros falaram de histeria em massa ... Qualquer desculpa para não a admitir o óbvio.

Oficialmente, naquela noite ele passou "sem intercorrências", mas Julio você nunca vai esquecer o que viu e sentiu.
Eu pedi cada detalhe e, em seguida, compartilhado com ele a minha experiência. A história do meu companheiro foi a última homenagem que ele precisava para me jogar na investigação do fenômeno OVNI.
Mais tarde, mudou o meu destino, mas nós continuamos a manter contacto. 

Crédito