sábado, 28 de maio de 2016

Estranho fenómeno entre Abrantes e Bemposta

Imagem meramente ilustrativa
A observação deste acontecimento terá decorrido no dia 26 deste corrente mês de Maio pelas 16:55h, quando Rui Lino, juntamente com a sua família regressava a casa numa viagem de carro "Ponte de Sor".
Rui Lino é um conhecedor do fenómeno OVNI sendo uma pessoa com conhecimentos dentro desta área como também elevando sempre uma postura firme e séria separando a realidade da ficção.
Rui além do seu interesse pelo fenómeno OVNI é um aficionado em fotografia.
Porém os seus olhos estão sempre vigilantes ao céu na tentativa de visualizar algo de anormal que possa estar conectado nos parâmetros do fenómeno OVNI.
Um procedimento usual e comum nos aficionados da ovnilogia.
Abaixo imagens e relato da testemunha de mais um caso sinistro ou invulgar no nosso país.

Localização da observação

Relato da testemunha - "No dia 26/5/2016 pelas 16:55, vinha com a minha família de Abrantes. 
Vínhamos entre Abrantes e Bemposta e numa zona de pinheiros à direita, eu e a minha mulher vimos, por cima de um dos pinheiros (1 ou 2 metros acima), como que uma meia lua de fogo, como se fosse uma explosão, mas uma coisa esquisita que durou uma fracção de segundos. Olhámos um para o outro e eu disse: Viste aquilo?!!! 
Ela disse que sim com uma cara muita admirada. 
É estranho, porque o avistamento foi mais ao menos a uns 100 metros e vínhamos com os vidros do carro abertos e não ouvimos nenhum barulho nem vimos fumo! 
Parei logo o carro numa estrada  de terra batida ao lado do local e resolvi tirar uma foto e ali ficámos uns 10 minutos a ver se víamos alguma coisa. 
A minha sogra e os meus filhos que vinham nos bancos traseiros do carro não viram nada porque vinham a falar uns com os outros".


Dimensão do objecto
Podemos confirmar que na respetiva data e hora entre Abrantes e Bemposta, não decorreu qualquer vôo que possa ter induzido Rui Lino e sua esposa a uma má interpretação!

O vôo mais próximo se encontrava a muitos quilómetros de distância, sendo impossível a sua observação como podemos ver na imagem abaixo.


Vôo e identificação da aeronave
Esta não é a primeira vez que se relata a observação de um objecto com formato de meia lua.
De salientar que a referida explosão nos faz recuar no tempo onde em Matozinhos uma outra testemunha relata situação semelhante.



Se presenciou, observou algo de anormal, queira reportar ao UFO Portugal através do nosso e-mail ( ufo_portugal@sapo.pt ).

sexta-feira, 27 de maio de 2016

OVNI no Sul deixa moradores intrigados



Em Santo Ângelo Brasil, 25 de fevereiro de 1997 , a cidade se viu envolvida numa serie de fenômenos que pareciam ter saído da ficção científica .Os moradores do lugar permanecem sem explicação, mas para estudiosos do fenômeno “UFO” esse é um dos casos mais emblemáticos que provaria que estamos sendo visitados por extraterrestres .
Arno Ari Dresch, gerente de um frigorífico, chegava no trabalho, mas uma manhã de rotina estava prestes a transformá-lo em uma testemunha chave dos eventos que aconteciam na região.
As quatro horas da manhã, Arno nota algo estranho na plantação de milho, perto de onde ficava o frigorífico onde trabalha. Ele resolve investigar antes de iniciar sua jornada de trabalho, e ao entrar no meio das plantações viu alguns desenhos em formato de círculos perfeitos no chão.
 urante o tempo que Arno ficou investigando, ele descobre algumas pegadas com menos de 1 metro de distancia uma da outra.  As pegadas tinham 3 dedos largos, e seja lá o que for que as fez era pesado, pela forma que elas estavam no chão.
 Sem entender aquela situação em que se encontrava , ele volta e chama Senhor Colosk que morava na casa perto das plantações onde estavam os desenhos. E ao analisarem por um tempo o circulo que havia surgido, eles percebem que não poderia ser algo feito pelo gado. Após algum tempo no local descobrem algo ainda mais impactante.

Cem metros adiante do primeiro desenho , havia mais 1 circulo nas plantações do Senhor Colosk, e nas terras de Arno também tinha aparecido esse fenômeno inexplicável. Sem entender Arno volta a sua rotina no frigorífico, tendo um dia de aparente calma, mas logo a noite iria se aproximar dando inicio a algo inacreditável.
Ao cair da noite Solange entra correndo dentro do escritório de Arno, e aparentemente apavorada ela o chama para ver um possível OVNI, mas meio descrente do que ela havia dito, Arno não da a devida atenção ao relato e continuara trabalhando.
Mas pouco tempo depois Solange volta, ainda mais desesperada, e diz que ele“perderia algo que talvez nunca fosse ver novamente”
 Curioso com o que sua assistente disse, ele finalmente resolve ir ver o que estava havendo .
 Sr. Arno indicando o local do suposto pouso de uma nave, muito similar aos campos dos Crop Circles.
Fonte: Tô no Cosmo



domingo, 22 de maio de 2016

Noite dos Ovnis: caso completa 30 anos sem ter desvendado mistério

Trinta anos depois, a ‘Noite dos Ovnis’ se mantém como um dos maiores mistérios ufológicos do Brasil. No dia 19 de maio de 1986, vinte e um pontos luminosos foram vistos no céu de São José dos Campos (SP). Cinco caças da Força Aérea Brasileira (FAB) foram enviados para 'combater' os alvos, que segundo relatos documentados oficialmente pelo governo, mudavam de localização em alta velocidade. O G1 conversou com os envolvidos no episódio - o controlador de voo falou pela 1ª vez publicamente sobre o assunto.

Naquela noite, o controlador de voo Sérgio Mota da Silva avistou os pontos luminosos no céu. Eles foram detectados pelo radar da torre de comando do aeroporto de São José. Quando Silva percebeu o primeiro ponto, acionou o piloto Alcir Pereira da Silva, que passava pela rota dos objetos em viagem com o então presidente da Embraer, Ozires Silva.
                                                               Jornal da época

 Alcir pilotava um Xingu, em viagem de Brasília para São José dos Campos. No áudio da conversa daquela noite, divulgado 28 anos mais tarde, Alcir avisa que se aproximaria do 'alvo', mas ao chegar ele muda de localização em alta velocidade.


Depois da primeira tentativa de alcançar os objetos, a Força Aérea mobilizou cinco aeronaves oficiais da frota de defesa para perseguirem as luzes. Foram cerca de 4 horas de 'perseguição'.

Apesar da repercussão do assunto na época, com declarações da Aeronáutica e capas de jornais, os documentos e áudio que traziam detalhes do episódio conhecido como 'Noite dos Ovnis' foram considerados confidenciais pelo governo por quase três décadas e a investigação foi inconclusiva.

O único registro fotográfico do evento, de um fotojornalista de São José dos Campos, foi confiscado pela Nasa - esse material nunca foi recuperado. “À época um cientista que se dizia da Nasa foi ao jornal recolher o negativo desse material para análise. Era o único registro que tínhamos do que aconteceu naquela noite. Eles nunca devolveram esse material ou apresentaram um parecer sobre o que a análise das imagens”, contou o fotógrafo Adenir Brito.
Apesar de não ter os filmes originais das fotos, ele guarda o registro do que foi publicado em preto e branco na edição do jornal do dia 20 de maio de 1986. (veja abaixo)
                 Fotos publicadas no Jornal Valeparaibano em 1986 (Foto: Arquivo pessoal/Adenir Britto)

 Envolvidos
Três décadas após a noite emblemática, o G1 reuniu relatos dos três personagens centrais desta história.
O evento marcou a carreira do controlador de voo Sérgio Mota, hoje com 59 anos. À época ele recebeu ordem de seu comando para que não tocasse no assunto com colegas ou desse entrevistas. Hoje, desligado da FAB, ele comenta pela primeira vez o evento e o descreve como surpreendente.
Ele contou que na época a chefia passou aos subordinados que os pontos avistados eram de uma guerra eletrônica - mas ele contesta. “Nesses eventos, possíveis inimigos usam aparelhos para confundirem o radar, colocando pontos de luz. Eles se confundem com aviões e bagunçam o controle do espaço aéreo. Apesar da explicação, esses pontos não poderiam ser vistos por olhos humanos, diferente do que aconteceu naquele dia” explicou.
                                         Sérgio Mota na torre de controle em São José


 A vivência, no entanto, não foi o bastante para que ele acreditasse em 'vida além da Terra'. “Eu não sei o que houve aquele dia. A rapidez, o número de pontos, não sei dizer o que foi aquilo. Mas não acredito em alienígena, quem sabe quando ele chegar para mim e se apresentar com RG, aí eu acredite”, brincou.

Outra peça importante no quebra-cabeça do mistério é Ozires Silva, que também é cético quanto à presença de extraterrestres naquela noite, mas guarda incertezas sobre o que aconteceu. "Claro que pode haver vida fora da Terra. Mas que nós possamos nos comunicar com eles e eles se comunicarem conosco me parece muito pouco viável. As distâncias no espaço sideral são de tal ordem que é muito difícil haver comunicações entre planetas, mesmo do Sistema Solar", disse.
Apesar de não constar nos relatórios oficiais, Ozires conta que dividiu a tarefa de pilotar a aeronave naquela noite com Alcir Pereira. Para Alcir, aquele 19 de março também é uma incógnita. “Eu fui piloto por muitos anos e nunca tinha visto algo como aquilo. Era ágil demais, impossível que houvesse um humano dentro dela. Eu não sei se era disco, mas era um brilho muito forte”, relembrou.
Mistério
Para o consultor da revista UFO, Renato Mota, o aparecimento foi o maior contato de vida inteligente fora da Terra com humanos. “São 130 bilhões de estrelas. Achar que só a Terra é habitada é egoísmo. Hoje a questão não é mais se existe vida fora da Terra, já sabemos. A questão agora é quando eles vão se apresentar”, defendeu.

"Hoje a questão não é mais se existe vida fora da terra, já sabemos. A questão agora é quando eles vão se apresentar
Renato Mota, consultor da revista UFO"


Segundo Mota, as respostas apresentadas pelos órgãos oficiais sobre a 'Noite dos Ovnis' são suposições. “Não podia ser estrela porque estrelas não podem ser captadas por radares; guerras de luz não podem ser vistas pelos olhos humanos. Não há nada que responda isso a não ser que foi um contato. Para mim esse é um mistério resolvido, eram naves de civilizações avançadas”, definiu.

Para o astrofísico da Universidade do Vale do Paraíba (Univap), Oli Luiz Vors Júnior, não há comprovação científica que afirme que há vida fora da Terra e que a explicação para a noite de 19 de maio foi a passagem de um cometa.

“Quando entra na atmosfera, [o cometa] esquenta e emite luz. Isso explica os pontos brilhantes e a detecção pelo radar, já que tem massa. O número pode ser explicado pelos meteoros que acabam acompanhando o cometa”, explicou.
Confidencial
À época do fato, o então Ministro da Aeronáutica, brigadeiro Octávio Júlio Moreira Lima, disse em entrevista coletiva com os pilotos que o fato seria apurado pelo órgão. O resultado foi um dossiê mantido sob sigilo desde 1986 e divulgado apenas em 2014.
 Na oitivas, os pilotos confirmam que viram pontos de luz no céu, que mudavam de cor e se movimentavam em alta velocidade. O dossiê com título 'Possível Aparecimento de Ovni em São José dos Campos e Anápolis' concluiu que “os fenômenos eram sólidos e refletem de certa forma inteligências, pela capacidade de acompanhar e manter distância dos observadores”.

Os relatórios fazem hoje parte do acervo do Arquivo Nacional, sendo o segundo material mais acessado do acervo, atrás apenas dos relatórios da ditadura militar. Pela busca, todos os arquivos foram digitalizados e em 2014 o acesso tornou-se possível pela internet.
Inconclusivo
O G1 procurou o Comando da Aeronáutica para saber, 30 anos depois, sobre as respostas para a 'Noite dos Ovnis'.

O órgão explicou por meio de nota que “não dispõe de estrutura e de profissionais especializados para realizar investigações científicas ou emitir parecer a respeito desse tipo de fenômeno aéreo”. Informou ainda que toda vez que algum objeto voador não-identificado é visto, é elaborado um relatório em registro público.






Fontes: Ufos Wilson
Revista Ufo

Ovni aterrissa e deixa marcas na comunidade de Varadero no distrito de Balsapuerto, Peru

Marcas deixadas pelo suposto objeto

A noite de segunda feira 16/05/16, foi uma noite de medo para os moradores da comunidade de Varadero, no Distrito de Balsapuerto. Um objeto voador não identificado teria aterrissado por alguns minutos a 50 metros da comunidade, o som estranho no céu semelhante ao de um liquidificador, relato de uma testemunha, fez com que muitas famílias saíssem para ver oque se passava por volta das 21:00 h, hora que a grande maioria dos moradores já se encontram dormindo. Foi então que uma senhora saiu de sua casa espantada junto de seus filhos, em direção à sua horta onde todos viram que algo luminoso iluminava a montanha e viram um objeto que flutuava a dois metros de altura sobre a terra, visualizando estranhas pessoas usando uma vestimenta semelhante a de astronautas, relatou a testemunha ao jornal El Diario de Yurimaguas narrando também o temor de toda gente. Varadero esta a uma hora e meia de barco de Yurimaguas, todos os moradores estão em alerta e assombrados com o fenômeno que teria ocorrido anos atrás, os maradores pedem a ajuda das forças policiais para que façam uma visita ao povoado e verifiquem as marcas deixadas no solo pelo ovni.


Fonte:Ufos-Wilson

Extraterrestre é visto a trepar árvore ( Vídeo ) cobertura da TVUNO


Na cidade de Santa Cruz, moradores do Bairro El Dorado área de Stronghold "Bolívia" afirmam ter visto um OVNI e um extraterrestre.

As pessoas dizem ter visto um OVNI e do seu interior sair um extraterrestre que terá subido a árvores após ter sido observado pelos populares..
Algumas pessoas acreditam que algo terá caído do OVNI e por sua vez o ser "extraterrestre" terá tentado recuperar o que terá caído do seu aparelho.
As opiniões divergem perante vários observadores...O incidente ocorreu às 10 horas da noite dia 19 deste corrente mês.
Uma vez mais moradores alegam que o ser trepou a árvores após ser visto.
Alunos foram capazes de capturar imagens de uma luz brilhante nas vizinhanças da qual contou de imediato com a participação da TV UNO no momento sobre este insólito caso que está a ser investigado pelos investigadores daquele país.

As opiniões divergem sobre mais um caso macabro que nos faz recordar o incidente de Varginha em 1996 no Brasil. 



quinta-feira, 12 de maio de 2016

sábado, 7 de maio de 2016

Fenómeno bizarro assusta em Portugal e se torna viral nas redes sociais

Um fenómeno verdadeiramente assustador e bizarro foi filmado na quinta-feira por uma transeunte atenta quando se dirigia para o trabalho.
A condutora de um automóvel que preferiu não revelar a sua identidade, não queria acreditar no que estava a ver quando olhou para o céu nessa manhã.
Um círculo perfeito parecia pairar no ar, estando o céu coberto de nuvens naquela altura, de cor bastante diferente da cor do círculo que ela observava.
Espantada resolveu filmar o momento que segundo a mesma terá sido registado próximo de Carenque, na Amadora.



Após o vídeo ter sido enviado para o CM e publicado logo surgiram outras pessoas a partilhar fotos do mesmo círculo também observado noutros ângulos.

A notícia agitou as redes sociais e alguns Sites com a curiosidade do evento. 
 "Será sequer um fenómeno?
Alguém pode explicar o que se anda a passar?
É no mínimo muito estranho…e não dar relevância, e simplesmente ignorar como se fosse tudo normal, também não me parece boa solução, porque isto de normal não aparenta ter nada".





O fenómeno é mundialmente conhecido como UFO RIGS.
Este pode ser provocado por fortes descargas de pressão na limpeza de chaminés industriais como já ocoreu no Reino Unido provocando alguma confusão nas pessoas.
O mesmo pode ser feito por diversão de alguns criativos.

Um incêndio em conjunto com uma explosão pode também provocar o denominado ufo Rings.
Alguns comentaristas mencionam além da visualização do objecto um som forte, o que nos pode indicar uma pequena explosão de algo que tenha provocado o círculo de fumo na atmosfera.



O factor climaterico suscita algumas duvidas pelo tempo e permanência que esteve visível segundo alguns observadores e comentários nas redes sociais.



De salientar que a própria natureza por vezes também ela cria estes ufo rings nas nuvens.


Se tiver mais imagens, vídeos do fenómeno ou qualquer informação adicional entre em contacto connosco - ufo_portugal@sapo.pt 

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Populares descrevem novo 'milagre do sol' em Ourém


Estranho fenómeno desperta atenção de crentes religiosos que descrevem como "segundo milagre do Sol".

Na manhã de quarta-feira, 4 de maio, o “sol bailou” em Ourém, junto à Igreja Matriz, depois de uma noite de oração à imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima. Milagre?
Várias dezenas de pessoas assistiram e cada qual tirou a sua conclusão sobre aquele momento (há quem refira 15 minutos, outros falam em alguns segundos) em que o sol brilhou com mais intensidade, pelas 8 horas da manhã.
Palavras da mediotejo.net.

Muitos crentes assemelham o fenómeno ao ocorrido em 1917.



Explicação do sucedido
O Halo Solar é um fenômeno óptico caracterizado pelo surgimento de um círculo ao redor do sol.
Este ocorre quando a luz do sol é refletida e refratada por cristais de gelo humidade ou sprays presentes na atmosfera terrestre, causando assim a dispersão da luz.
O formato circular está ligado à estrutura hexagonal desses cristais.
O fenômeno da refração consiste na mudança de direção e velocidade da luz ao passar de um meio para o outro.
Os cristais de gelo ou húmidade presentes na atmosfera funcionam como pequenos prismas que decompõem a luz branca do sol nas cores primárias, formando assim o halo solar de forma semelhante ao que ocorre com o arco-íris.

Assim como acontece no sol, ao redor da lua também pode surgir o halo.
A formação de um halo lunar ocorre da mesma forma que o solar, porém, a visualização das cores escuras é mais difícil, sendo possível observar melhor apenas as cores mais claras.


Não se tratou de um fenómeno extraordinário como milagres ou Ovnis!
Apenas um fenómeno natural que terá sido mal interpretado pelos fiéis e crentes que de certo com o entusiasmo no momento e local levando a conclusões precipitadas.
O que viram foi as partículas em movimento e não o Sol.

Não foi um milagre nem foram os marcianos os causadores de tal confusão... 

Este critério é baseado em métodos científicos e meteorológicos.
A imprensa esteve mais uma vez mal ao dar cobertura a um tema que em nada se enquadra na religião.

Tal cobertura somente serve para lucrar mais €€€ dos fiéis para com o Santuário quando tudo não passou de uma má interpretação e exteria coletiva.

Com os muitos fiéis no local nos questionamos onde estão os vídeos que nos comprovem o contrário!

Ovnis e Ets que habitam em Peruíbe - Brasil


"Há mais coisas entre o céu 
e a terra do que imagina nossa 
vã filosofia." 
Willian Shakespere


Silas Costa(foto) é pescador. De sua casa simples em Peruíbe, encravada à beira do mangue, tem uma vista privilegiada: a serra do Mar. Possui píer privativo, onde está ancorado o seu barco. Às 4h30 sai para pescar, e é nesse horário que costuma ter suas visões: “Do morro em direção ao mar, num trajeto que não costuma passar aviões e abaixo das nuvens, é comum ver uma luz forte”, relata. Para ele, essa luz tem uma explicação muito clara: “é um objeto voador não identificado”. A revelação de que ovinis sobrevoam a cidade não choca moradores e turistas desse município localizado entre o mar e a montanha, no extremo sul do litoral paulista, até porque a luz descrita por Silas, também costuma ser vista por diversas outras pessoas na região.
O relato de Silas, bem como de muitos outros moradores e visitantes, é encarado com seriedade pela administração municipal de Peruíbe. A cidade possui um céu límpido graças à falta de indústrias, uma vez que sua área encontra-se ao abrigo de uma das mais importantes reservas naturais do mundo: a Estação Ecológica Jureia-Itatins.

O interesse pelo assunto, que já atinge âmbito nacional, motivou a prefeitura local a instituir um passeio turístico inusitado: o roteiro ufológico. O itinerário, único de caráter oficial em todo o país, conta com oito pontos propícios para se avistar os supostos objetos não identificados. .

As luzes não seguem um único padrão. Podem variar entre fortes e fracas, assim como ter cores, geralmente vermelho e amarelo. Avistamentos de bolas de fogo também são comuns e, de forma mais concreta, há quem afirme que já viu naves de diversas formas geométricas. Silas diz que chegou a correr de uma delas, com receio de ser abduzido. “Uma vez, uma nave muito parecida com um ônibus me acompanhou no trajeto de volta para casa. Ela estava muito próxima, a cerca de 20 metros de distância. Foi a única ocasião em que senti medo com esses fenômenos”, afirma o pescador.
Autor de dois livros sobre o assunto e fundador do Grupo de Estudos Ufológicos da Baixada Santista, Wallacy suspeita que a aparição constante desses ovnis em Peruíbe acontece por causa da Estação Ecológica Jureia-Itatins. “É uma região preservada que esconde muitos mistérios e é rica em minérios, que faz com que a casuística seja maior”. Histórias semelhantes têm levado cada vez mais pessoas à cidade, atrás de experiências com seres extraterrestres ou, simplesmente, por curiosidade. Ufólogos montam acampamento no município quando um novo relato é registrado. “Vamos para pesquisar a fundo casos que aconteceram por lá. Assim, entrevistamos testemunhas e colhemos materiais para análise. Tentamos fazer uma investigação completa”, explicou o ufólogo Wallacy Albino, morador de Guarujá.

Ufólogo da capital paulista e autor de livros sobre o assunto, Paulo Aníbal vai além: “Peruíbe conta com algumas coisas bem estratégicas que atraem esses ovnis, como a riqueza mineralógica, a geologia, os produtos genéticos e a natureza abundante”. Aníbal, que há 25 anos estuda o fenômeno, elogia a forma como a administração pública municipal trata o assunto: “A única prefeitura em todo o Brasil que tornou esse roteiro oficial é a de Peruíbe, e isso é muito bom porque nos dá a oportunidade de documentar os eventos de maneira mais consistente”.

No início de 2001, realizou-se o 1º Congresso Ufológico de Peruíbe, que reuniu 800 pessoas para discutir o fenômeno. Em abril do ano passado, o congresso chegou à 8ª edição e contou com conferencistas de todo o país, além de quatro preletores internacionais. Nesta edição, paralelo ao congresso, foi realizada a 2ª Conferência Internacional Sobre Vida Extraterrestre da Jureia. Juntos, os eventos atraíram cerca de 700 pessoas por dia.

A Secretaria de Turismo não tem dados concretos sobre o número de pessoas interessadas no assunto que vão à cidade exclusivamente por causa do roteiro alienígena. Contudo, afirma que a procura tem crescido.

Há quem esteja disposto a desembolsar de R$ 20,00 até R$ 180,00 pelo passeio em pontos de avistamentos. A única agência de turismo na cidade que realiza o roteiro é a empresa Na Trilha da Jureia. A excursão pode levar de quatro horas até o dia inteiro, dependendo do que for fechado com o participante.

A busca pelo roteiro acontece com mais frequência no período do congresso, depois diminui. A procura é incipiente, mas curiosa, já que chega a atrair pessoas que nem acreditam em vida extraterrestre.

Contudo, é um fenômeno que não se pode ignorar, já que ajuda a aquecer a economia local. Diz João: “Uma pessoa de fora que chega à cidade atraída por esse roteiro, gasta, em média, R$ 150,00 por dia, fora a hospedagem. Isso traz retorno para o município”.


Conhecida como Capital Nacional do Disco Voador, a cidade, contudo, não prima pela divulgação e exploração do roteiro. Os pontos de avistamentos propostos não contam com placas informativas. “Isso é um erro, pois os que vêm de fora não conseguem chegar sozinhos aos lugares apresentados nos materiais de divulgação da prefeitura. Muitas vezes, passam pelo ponto e não sabem que ali é o lugar que procuram. Se, por acaso descobrem, não têm como conhecer a história daquele lugar sem a ajuda de um morador local”, reclama Keila Andrea Costa, ufóloga e fundadora do Grupo de Estudos e Pesquisas Ufológicas de Peruíbe.

Roteiro extraterrestre


Além das luzes coloridas e dos fortes brilhos no céu, há relatos de pessoas que chegaram a ver seres iluminados que deslizam sem tocar o chão. Isso vai de acordo com antigas fábulas da cidade. Keila explica que Peruíbe tem muitas lendas sobre o assunto: “Dizem que no início da história da cidade uma nave caiu aqui, com um casal extraterrestre e a ‘mulher’ morreu na queda. O Exército capturou a nave e o corpo. Contam que, até hoje, o sobrevivente ronda por aí, procurando por sua companheira. Descrevem-no como um ser esbranquiçado, alto, de uns dois metros, que se move rapidamente”.

Segundo a ufóloga, a lenda vai além. Ela conta que há quem acredite que ele possa ‘morar’ no interior da Pedra da Serpente, um dos pontos de visitação sugeridos pelo Roteiro Ufológico. Ela está localizada na encosta da serra, pela entrada para o Guaraú. É uma imensa parede rochosa vertical, que possuía em relevo a ilustração de uma serpente enrolada – hoje ainda dá para ver as marcas do desenho na rocha. O local é apontado como pródigo em avistamentos de ovnis e de seres luminosos. Há relatos de que, à noite, é possível observar um desses seres, além de bolas de luz esbranquiçadas saindo da rocha em direção ao mar.

A região do Guaraú, tanto a praia quanto a serra, também está inclusa na rota dos ETs. A praia do Perequê é outra que acumula inúmeros relatos ufológicos. Foi numa praia que João Fioribelli Jr teve seus avistamentos. Em uma das ocasiões, o secretário estava caminhando pela areia com sua família, na região das Ruínas do Abarebebê, quando avistou uma imensa luz esbranquiçada. O fenômeno durou cerca de 15 minutos, chegando a pairar no céu bem acima da família. No mar, temos o segundo ponto: a Ilha da Queimada Grande. O local, moradia das temidas e venenosas cobras jararacas-ilhoa, conta com inúmeros avistamentos de ovnis e seres luminosos que, à noite, saem e entram no mar. “Alguns ufólogos acreditam que a base submarina desses seres extraterrenos fica embaixo da ilha”, explica o pescador Silas. Mas Wallacy contesta: “Isso é bobagem. Não tem como ter uma base ali, porque nosso mar não é tão profundo para isso”.

A praia de Barra do Una está no itinerário por conta do relato de um casal local que, de madrugada, viu uma enorme bola de luz branca, pairando sobre a areia da praia. Segundo narração publicada no site da prefeitura, dois seres luminosos, que flutuavam bem próximos ao chão, saíram dessa bola, e um deles foi em direção ao casal, que correu da criatura. Então os seres voltaram para a nave que levantou voo sem emitir qualquer som.

O bairro de São José conta com uma ocorrência inusitada. Em 2008, um objeto desconhecido teria pousado num taboal, bem próximo à rodovia Padre Manuel da Nóbrega. Nesse local, uma marca oval foi constatada na manhã seguinte, onde a vegetação foi amassada, seguindo o mesmo padrão. Na ocasião, Wallacy e diversos outros ufólogos foram ao local para estudar as marcas.


A praia de Peruíbe e o Costão também são tidos como ótimos pontos de avistamentos de ufos. Numa vigília realizada em 2009, um ovni foi observado, realizando um movimento rápido. Ele saiu de Itanhaém e pairou a aproximadamente 500 metros à frente das poucas pessoas presentes. Segundo contam, o objeto voador não identificado afundou no mar.

Em três oportunidades, Ricardo Varela Correa, engenheiro do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), visitou Peruíbe e achou inusitada a proposta da prefeitura local. “É um roteiro interessante, pois abre um leque cultural à parte sobre um assunto que não é muito explorado turisticamente. Este é um itinerário que chama a atenção e, no turismo, tudo é válido”, diz.

Se no turismo ele aprova, na ciência a situação é diferente. Segundo o engenheiro, o Inpe não tem nenhum estudo realizado que constate tais fenômenos. “Não temos o que dizer sobre tais aparecimentos, pois cada declaração de avistamento faz parte da verdade subjetiva da pessoa”, afirma.


APESAR DE SER UMA PROPAGANDA ESCANCARADA DO TIPO TURISMO UFOLOGICO ACHEI QUE VALIA A PENA TER POSTADO! RONDINELLI.


quarta-feira, 4 de maio de 2016

'É praticamente impossível' estarmos sozinhos no Universo'

Cientistas de topo admitem que é "praticamente impossível" não existir vida noutros lugares do universo.

Dois especialistas demonstraram o quão improvável é a raça humana ser a única civilização avançada no universo.

Tão improvável, de fato, que as chances de nós estar sozinho é menos de um em torno de 10 bilhões de trilhões.

A alegação de choque veio poucos dias depois do Daily Star on-line exclusivamente revelar que mais de 200 raças alienígenas "nos visitam regularmente" Terra, uma revelação seguida de mistério que os governos nunca nos quis revelar.

Adam Frank, professor de física na Universidade de Rochester, disse: "Um em cada 10 bilhões de trilhões é incrivelmente pequeno.
" Adam estava trabalhando num projeto com o colega Woodruff Sullivan quando fizeram as descobertas.

Os dois olharam um para o outro... ao "estabelecer limites para a singularidade do nosso planeta" as suas pesquisas estão definidas para expandir o debate ainda mais do que se julgava.

Criaturas inexplicavelmente estranhas - Acrescentou: "Para mim, isso implica que outras, espécies inteligentes com tecnologia de produção muito provavelmente evoluíram bem antes de nós.

"Pense nisso desta forma”
Antes do nosso resultado nesta investigação, você seria considerado um pessimista se imaginou a probabilidade de evoluir uma civilização num planeta habitável eram, digamos, uma num trilhão.

"Mas, mesmo que a suposição, uma chance num trilhão, implica o que aconteceu aqui na Terra com a humanidade tem de fato acontecer cerca de 10 bilhões outras vezes ao longo da história cósmica."



Pare de ser cético a vida extraterrestre é real, existe e podem ser os criadores da espécie humana.