sexta-feira, 30 de outubro de 2015

MORADORES DE YUCATAN, MÉXICO, ENCONTRAM DESTROÇOS ESTRANHOS DEPOIS DE QUEDA DE OVNI

Antes da explosão, os moradores teriam visto uma bola de luz aparecer no céu.


Por Marcio Fauth - O caso chama a atenção da comunidade ufológica.

Segundo relatos de moradores, em Setembro de 2015, uma bola de luz teria sido vista, cruzando o céu do México, e na  sequência teria atingido o  solo em cheio, causando pavor na península de Yucatan.
No local da queda do suposto OVNI, foi encontrado o formato de um corpo humanóide.
Muitos acreditam que este ''ser'' estaria pilotando o objecto na hora da queda, e foi encontrado no meio dos destroços após o acidente.
A maioria dos moradores apavorados acredita que o suposto ser estaria vigiando a Terra.

As autoridades que estiveram presentes no local da queda trataram de abafar o caso. 

Segundo os estudos divulgados oficialmente, concluiu-se que o que caiu na terra foi um meteorito e que o corpo é um formato comum de ser encontrados em meteoros que caem na Terra.
Mas tais explicações não pareceram convencer os moradores da região e membros da comunidade ufológica, já que há décadas que os governos vêm escondendo a verdade sobre os extraterrestres.

Segundo os moradores, o corpo encontrado em meio aos destroços parece-se com a carcaça de  um robô, ou um suposto traje espacial alienígena.
Em entrevista para uma TV local, um dos moradores afirma: ''Não existe uma maneira de  como distinguir o corpo.
Como o ser poderia sofrer uma queda desta magnitude e continuar em estado perfeito?'' concluiu o morador indagando as autoridades.
E, segundo o morador, as pessoas que encontraram os destroços afirmam terem encontrado peças pelo chão, e não partes de matéria como afirmam as autoridades.
Segundo a imprensa local, os moradores estão cientes que este objecto não era um drone e muito menos um meteoro.


Casos misteriosos envolvendo a queda de OVNIS já ocorreram no passado.
O mais famoso deles foi foi o caso Roswell, no Novo México, Estados Unidos, em Agosto de 1947. No entanto, na época as autoridades norte-americanas trataram de abafar o caso, afirmando que o suposto objecto era um balão meteorológico. Porém, este caso gera muitas controvérsias até nos dias de hoje.

Conforme documentários do canal History Channel e Discovery Channel.
Este não é o primeiro caso ufológico ocorrido no México.
Relatos de avistamentos no México vêm surgindo há muito tempo.
Um dos casos envolve o relato de uma tripulação da Força Aérea Mexicana, que afirma ter avistado, através de câmeras infravermelhas, objectos em formato oval sobrevoando a aeronave.
Outro documentário relata avistamentos de luzes, sobrevoando e inclusive adentrando dentro do vulcão Popocatéptl, distante 70 km da Cidade do México.

Fonte

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Família aterrorizada ao ser perseguida por OVNI na Austrália


O que diferencia este encontro para além de outros não é apenas pelo incidente bizarro, mas o de haver outras testemunhas. 

O evento ocorreu por volta de 05:00h da manhã quando a família conduzia a 200 quilómetros por hora numa tentativa desenfreada de escapar de um OVNI.

No dia 20 de Janeiro de 1988, Faye Knowles e os seus três filhos-Patrick, Sean e Wayne, juntamente com os seus dois cães da família estavam viajando a sul da Austrália através da Planície de Nullarbor - destino Melbourne.

A Planície de Nullarbor abrange cerca de 77.000 milhas quadradas e é a "maior exposição e única do mundo de pedra calcária.

" Este ambiente semi-árido é conhecida por ter uma alta taxa de avistamentos de OVNIs.

O avistamento da família Knowles despertou atenção do mundo para esta região do globo e, posteriormente, outras histórias de OVNIs começaram a surgir.

Família vê a luz brilhante no céu

A família Knowles viu pela primeira vez a luz brilhante distante bem na frente deles.
A família notou que a luz  aumentava e estava mais brilhante o que lhes parecia estarem se apróximando.
Mais tarde descreveram o objecto como uma luz ofuscante.

Num determinado ponto, Sean decidiu acelerar o carro num esforço de ver o que era aquela luz.
Para sua surpresa, quando se apróximaram descobriram que a luz tinha a forma de um ovo
Sean continuou a dirigir em direção ao OVNI, quando derepente o OVNI emite uma luz branca angular na estrada em frente do carro, a família entra em pânico e Sean desvia o carro para evitar a luz.
O carro deles estava agora no lado oposto da via de circulação e diretamente em rota de colisão com outra viatura.

De acordo com o Knowles, o outro condutor desviou para evitar o acidente e Sean conseguiu repor o carro de volta na sua via de circulação.
Nesse instante o OVNI parece ter iniciado uma perseguição ao carro que terá evitado a colisão com eles seguindo no sentido oposto.

Preocupado com os ocupantes do outro carro e um pouco curioso, Sean fez inversão de marcha e decide seguir a outra viatura e o OVNI.
A mãe nesse instante agarrou os seus dois filhos com medo e um sentimento horrível.

Nesse momento, a família decide que não era uma boa idéia perseguir o OVNI e mais uma vez fez uma rápida inversão de marcha na estrada, retomando a sua direção original para Melbourne.
Decidiram então parar na próxima estação de serviço com telefone para relatarem às autoridades o incidente.

De repente, o carro saltou para baixo, dando a imppressão de que algo muito pesado pouso no topo do seu carro.
Sean teve muitas dificuldades em manter o carro na estrada.

O medo e o terror se instalou entre todos quando o carro começou a levantar da estrada.
Faye, ainda no banco de trás abriu o vidro do carro e estendeu a mão para ver se conseguia sentir alguma coisa no tejadilho do carro.
Para sua surpresa, os seus dedos encontraram o que ela descreveu como sendo quente, esponjoso e elástico.

Família Preto Poeira oprime

Quando ela retirou a mão para dentro do carro, ela estava coberta com uma poeira escura.
O carro ficou envolvido numa nuvem de o mesmo tipo de poeira escura que entrou pela janela aberta do Patrick.

A família relatou que o pó tinha um odor estranho que os lembrou de um corpo em decomposição.
Na sequência do envolvimento da nuvem de pó e odores pútridos, um som agudo embateu no carro se dirigindo aos cães da família que ladravam freneticamente.

Os sentimentos da família foram rapidamente superados por má disposição, desorientação e os seus gritos ficaram mais longos, era como se estivessem em câmera lenta.

O filho mais velho, Patrick relata aos repórteres: "Eu senti como se meu cérebro estivesse a ser sugado para fora ..."

Sua mãe descreveu a sensação como se "... algo estava acontecendo nas nossas cabeças.
" Nesse momento, Faye lembrou que todos eles pensavam que iam morrer.

A família perdeu a noção do tempo, que terminou abruptamente quando o carro voltou para a calçada e um dos pneus estourou.
Sean foi capaz de trazer o carro sob controle e travado para uma paragem, puxando para o lado da estrada.

A família aterrorizada decide parar e sair do carro se escondendo no mato próximo da estrada.
Com medo de que o OVNI regresse, eles permaneceram escondidos cerca de 15 minutos antes de se aventurar a regressar à estrada.
Rapidamente mudam o pneu e retomam a sua jornada em direção a Melbourne, sempre atentos com medo do regresso do OVNI.

Quando chegaram à cidade Mundrabilla, Sean parou num posto de gasolina.
É neste posto de combustível que eles conheceram Sr. Graham Henley um motorista de caminhão que disse a Knowles que também tinha testemunhado a estranha luz na estrada.
Outro motorista também deu o seu testemunho, bem como vários outros relatos de uma luz intensamente brilhante no céu.


Investigadores tentam dar uma explicação

Os especialistas que examinaram o carro mais tarde afirmaram que o pó preto encontrado no carro seria o pó criado pelos travões da viatura.
No entanto, um relatório de 1990 arquivado por Timothy Good informou que em Julho de 1988 o Dr. Richard Haines na Philips Laboratories, analisaram o pó retirado do interior do carro que era diferente do retirado no exterior .

Outros debunkers afirmam que o pneu furado deu provas de ter sido conduzido no aro da roda por algum tempo.
Para OVNI, não havia quaisquer vestígios de radioactividade sobre o carro.
Os cientistas explicaram que a família presenciou a um caso raro de um meteorito se desintegrando e ter libertado tal odor.

Face às explicações por parte dos experts nas investigações, a família continua firme no que viveu naquele momento aterrador das suas vidas.


Contudo os cientistas deveriam de saber que meteoritos não perseguem carros ignorando as outras testemunhas que observaram também o misterioso OVNI.
No meio de muita discussão sobre a veracidade da história, na época outros incidentes ocorriam por todo o território australiano, onde uma vez mais se faziam manifestar militares com uniforme camuflado que somente pertenciam ao Exercito Americano segundo investigações elaboradas por investigadores que foram mais a fundo na questão!

Todos os incidentes relacionados com o fenómeno OVNI teriam de ser desmentidos...

Austrália tem sido um dos palcos mais intrigantes no fenómeno ovni envolvendo perseguições de luzes anómalas a carros que circulam em zonas bastantes áridas como podemos ver a baixo num vídeo realizado por uma família entre o ano 2011/2012.


Uso de tecnologia será a chave para provar a existência extraterrestre

É sabido que cada vez menos pessoas acreditam em vídeos de OVNI's que surjam na internet. Com as suas devidas razões, não apenas porque muitas pessoas filmam objetos convencidos que são provenientes de uma outra dimensão quando na verdade são de natureza terrestre, como também existem "toneladas" de outras manipulações seja com o uso de programas Adobe ou com outros programas de baixo-custo.
É importante retratar este tema de forma científica. E é dessa forma que deve ser sempre visto a ovnilogia. Ainda assim, alguns cientistas da UFODATA têm estado relutantes em relação ao desenvolvimento que o SETI (Search for Intelligent Extraterrestrial Life Institute), tem tido ao longo do tempo, cujo objetivo é a detecção de frequências provenientes de tecnologias alienígenas a vários anos-luz daqui.

A ideia é simples: passar "a pente fino" os nossos céus. A estação de monitorização, de acordo com o grupo de cientistas, têm câmaras capazes de detectar e registar simultaneamente uma imagem e espectros, uma unidade de detecção magnética, instrumentos para detectar a radiação micro-ondas e outros sensores para gravar dados ambientais atmosféricos e locais.
O grupo liderado por Mark Rodeghier, diretor científico e presidente do J. Allen Haynek Center para estudos OVNI's em Chicago (EUA) e Alexander Wendt, professor de Ciência Política da Universidade Estadual de Ohio, afirma que a tecnologia já está tão avançada e disponível para as massas, que o próprio céu pode perfeitamente ser observado 24 horas por dia, durante todo o ano.

No site da UFODATA diz: "O nosso objetivo é explorar a convergência tecnológica através da construção de uma grande rede de estações de vigilância automatizadas com sensores sofisticados que irão monitorar os céus à procura de anomalias durante 24 horas por dia" (...) "Depois de mais de dois anos de desenvolvimento das nossas idéias, criação de planos e testar tecnologias relevantes, agora estamos prontos para passar para a próxima fase - uma prova de conceito através do desenvolvimento do nosso primeiro protótipo funcional de uma estação de monitoramento a funcionar plenamente."

Como irá funcionar?

As estações UFODATA serão compostas por um conjunto de instrumentos para medir características físicas, (tanto de objetos voadores não identificados como fenómenos aéreos inexplicáveis), a sua luz visível e espectro, o campo magnético local, a temperatura ambiente e a pressão de ar.
As estações também terão hardware de computação, hardware de armazenamento de dados e conectividade com a Internet. Também terão uma fonte de alimentação, inicialmente a partir de rede elétrica e futuramente, estações alimentadas por baterias carregadas por energia solar, de modo a estarem instaladas em locais mais distantes.
Embora as estações estarão em funcionamento 24 horas por dia, os dados só serão gravados quando ocorrer um evento para minimizar o armazenamento de dados, havendo assim uma acumulação gradual dos mesmos ao longo do tempo.

Os instrumentos incluídos nas estações serão: Uma câmera que permita fornecer total cobertura do céu. Será um dos principais instrumentos para que todo o mecanismo se inicie, a partir do momento em que seja dado um alerta. Várias câmeras DSLR (digital single-lens reflex), cada uma com um espectrógrafo ligado, que permite observar individualmente uma porção do céu e, juntos, oferecem uma cobertura completa. A unidade eletromagnética, que
permite detetar frequências muito altas (VHF), frequências muito baixas (VLF) e frequências extremamente baixas (ELF). Um espectrómetro que permite medir altas frequências (UHF), medir a intensidade, variação, periodicidade e morfologia das ondas de rádio no UHF, VHF e VLF / ELF. Um espectrómetro de microondas para detectar a radiação gama. Um contador Geiger para detectar radiações alfa, beta e gama. Uma estação meteorológica, cujo magnetómetro permite medir a intensidade dos três componentes - x, y, e z - do campo magnético. Um detector electrostático para gravar a densidade de partículas carregadas na
estação. A estação meteorológica permite ainda medir vários parâmetros atmosféricos (temperatura do ar, pressão, humidade, velocidade do vento, nuvens, etc.). E existe ainda a possibilidade de, eventualmente, incluir instrumentos adicionais como um radiómetro óptico para medir a intensidade da radiação das partes infravermelhas e ultravioletas visíveis e próximas do espectro, detectores de som e ultra-som, um gravímetro para medir o campo gravitacional e uma câmera de vídeo de alta velocidade.

Eis um exemplo de será usado o método de espectroscopia:


(este é um video exclusivo da UFODATA project)

Resumidamente, o UFODATA procura criar uma ciência sistemática e rigorosa dos fenómenos OVNI. Este fenómeno tem continuamente a ser duvidoso por muitos cépticos e por pessoas que simplesmente não acreditam. A opinião deste grupo de cientistas é que a humanidade conhece muito pouco sobre a verdadeira natureza das atividades OVNIs e que a única maneira de resolver esta falta de entendimento é através do estudo científico sério.
Esta é a equipa que compõe o projeto UFODATA.

Fonte

terça-feira, 27 de outubro de 2015

OVNI paira por quatro horas sobre casa de uma família na Escócia



OVNI passou quatro horas pairando acima da nossa casa rural ", afirma família depois de capturar imagens em vídeo de luzes no céu.

Este acontecimento insólito ocorreu a Outubro de 2012 quando, Morag Ritchie viu um OVNI Objecto Voador Não Identificado pairando acima de sua casa em Fraserburgh, Aberdeenshire Escócia.
O namorado da sua filha filmou as estranhas luzes

Autoridade de Aviação Civil: 'Ponderam ser luzes do norte mesmo sendo possível no vídeo que não se tratam de luzes do norte'


A família falou do momento aterrorizante do momento em que viram o OVNI a pairar acima da sua casa durante quatro horas.
Morag Ritchie de 50 anos, ao ver as luzes chamou a família e o namorado da sua filha para assistirem ao que se passava no exterior bem a cima da sua casa.

Morag disse: "Nós vivemos numa área muito rural, nunca tenho as cortinas de casa fechadas, gosto de olhar para o céu à noite.
"Estava a dormir e quando acordei olhei para fora da janela e pude ver todas aquelas luzes cintilantes - que se moviam de uma forma muito invulgar.


"Estava bastante apreensiva sobre o que eu estava a ver.
Eu estava de pé olhando para as luzes e pensado o que seria aquelas luzes! "
Foi então que decidi chamar todos em casa para virem ver o que eu estava vendo e comprovarem também este acontecimento insólito.
Mrs Ritchie descreve ver um objeto circular pairando e girando a cima da sua casa em Fraserburgh, Aberdeenshire.
"O meu marido é pescador e passa muitas horas olhando para o céu à noite, então ele foi muito céptico quando eu lhe disse, mas mesmo ele admitiu que era muito estranho quando viu também aquelas luzes sobre a casa."

 "Eventualmente, todos nós voltamos para a cama.
Acordei mais duas vezes, a segunda vez foi cerca de quatro horas mais tarde e ele ainda estava lá, mas quando voltei acordar já ao amanhecer o objeto já não se encontrava mais sobre a casa ou visível.

"O objeto esteve presente tanto tempo que mais alguém o deve ter visto.
A filha de Morag, Cara de 27 anos, tinha saído da cama para alimentar seu bebê em 3:00h no sábado à noite, quando ela ouviu pela primeira vez sobre o avistamento.
Ela disse: "No começo pensei que era apenas um avião, mas a minha mãe disse que tinha estado lá por algumas horas e não havia qualquer ruído vindo do objeto.
"Eu estava completamente fascinado por tudo para ser honesta embora meu namorado Scott, estava muito assustado.
"O Scoot estava fumando na porta de trás, onde estava a ver as luzes e estava realmente assustado.

"Eu realmente não acredito em OVNIs ou qualquer coisa do género por causa das muitas histórias que se ouvem por ai.

"Mas isso foi realmente muito estranho.
Depois de ver o que vi estou realmente querendo saber se há alienígenas lá fora.


Embora 95% de todos os relatos de OVNIs podem ser explicados, por especialista em OVNIs Malcolm Robinson admitiu que estava perplexo com a metragem de  Scott.
Olhei para as imagens e parece haver quatro luzes piscando intermitentemente uma linha que poderia ser qualquer coisa.
"Mas é estranho.
Muitos supostos avistamentos de OVNIs são, na verdade, lanternas chinesas, mas não o são desta vez - de forma alguma.

"É muito interessante para um investigador como eu, mas no momento nós não tenho qualquer resposta sobre esta observação."

O porta-voz da Autoridade de Aviação Civil Tony Finnegan disse: "Poderia ser uma aeronave pequena ou aeronaves militares, mas ás 02:00h da manhã, é pouco provável.
"Não somos capazes de descobrir qual a aeronave que estavam na área naquele momento, mas existiu um aumento da actividade de luzes do norte, na semana passada, que suponho ser uma possibilidade para o que viram e filmaram."

Assista ao vídeo e tire as suas conclusões...

Luzes do norte?!

Documentos secretos da Força Aérea Brasileira confirmam existência de OVNIs


O final de setembro ficou marcado para sempre na história com o anúncio feito pela Nasa de que existe água em Marte.
A descoberta sobre o Planeta Vermelho é uma das maiores da agência, mas quase nada perto de tudo que o ser humano ainda tem a descobrir sobre vida exterior à Terra.

Não à toa, uma série de documentos confidenciais da Aeronáutica brasileira foram divulgadas recentemente e dão ainda mais lenha à discussão sobre a existência ou não de vida extraterrestre e, claro, a passagem dela pelo Brasil em algum momento da história.

Os documentos em questão foram liberados pelo governo brasileiro após anos de insistência de ufólogos locais.
Relatórios, vídeos e fotos comprovariam que pilotos e controladores de voo nacionais tiveram contato registrado com objetos voadores não identificados.

“Esses documentos comprovam, sem a menor sombra de dúvidas, que os militares brasileiros já estudam o tema há anos. E não só isso. Os documentos comprovam que as naves foram vistas e registradas em diversos períodos da República aqui no Brasil”, afirma o ufólogo Ademar José Gevaert à RedeTV!.

No total, são quatro mil páginas que contem relatórios dos últimos 50 anos.
O dossiê secreto foi entregue diretamente pelo governo nas mãos o ufólogo, considerado um dos maiores especialistas da área em todo o mundo.
Para se ter ideia da atualidade do documento, um evento registrado em julho deste ano em Manaus, no Amazonas, está entre os registros.

Grande parte dos relatos mais impressionantes, inclusive, tem sido feito na região norte.
Em todos eles a descrição é similar, com o mesmo tempo de voo e mesmo comportamento por parte dos OVNIs. Nos casos mais recentes, comemoram os ufólogos, o governo tem inclusive imagens feitas com câmeras de celular.

Yahoo NEWS para aceder ao Arquivo Nacional Brasileiro ( AQUI ).

OVNI é observado por russos na região da Sibéria


OVNI flagrado em Ulan-Ude (Foto: Reprodução/Siberian Times)

Moradores da região da Sibéria, na Rússia, afirmam que observaram um OVNI em formato de pires com o contorno verde brilhante nos céus de Ulan-Ude.
Segundo avança o Siberian Times.

Uma mulher, que não teve o seu nome revelado pela publicação russa, afirmou que estava com seus dois filhos andando pela rua quando avistou o objeto não identificado.
Ela também conta que viu dois homens correndo para se esconder quando o brilhante sinal sumiu e, em seguida, reapareceu.

"Quando ele [OVNI] parou bem acima de nós, eu não podia dizer uma palavra.
Vi dois homens correndo para se esconder num edifício", relatou a mulher.
"Era um grande disco com luzes verdes brilhantes no meio.
Meu filho ficou com medo, pegou na minha mão e nós fugimos.
Eu nunca acreditei que algo assim poderia existir", acrescentou a testemunha, que também disse que o objeto fazia um barulho semelhante ao motores de um carro.

A Rússia é conhecida por especialistas no assunto como um dos "locais preferidos dos OVNIs" para realizarem suas aparições.

Em 2010, Nikita Tomin flagrou três discos verde claros sobrevoando os céus do lago Baikal, em Listvyanka.

Registo feito por Nikita Tomin em 2010 (Foto: Reprodução/Siberian Times)
Fonte

sábado, 24 de outubro de 2015

Austrália no centro dos relatos de abduções

Lembra-se do famoso caso de abdução Travis Walton? Tão falado pela comunicação social em 1975 e tão ridicularizado pelos populares? Aconteceu no Estado do Arizona, nos EUA. Se não conhece a fundo pode conhecer melhor este caso: Travis Walton. Mas não é somente nos EUA que este tipo de situações são faladas. Naturalmente que, apesar do cepticismo da grande maioria da população, os relatos não vão parando e tendem a continuar. Pelo menos é o que diz Mary Rodwell, uma hipnoterapeuta e a fundadora da ACERN (Australian Close Encounter Resource Network), que afirma que a Austrália tem sido sistematicamente "invadida" por uma serie de relatos de abduções. Ela própria afirma que tem recebido cerca de 10 a 15 relatos de abduções em cada 6 meses só na Austrália. Relatos esses feitos por pessoas que não se conhecem e com experiências de vida diferentes.

No seguimento da última publicação da UFO Portugal, também os avistamentos têm sido frequentes na Austrália, mas segundo Rodwell, as pessoas que já presenciaram casos - não apenas em avistamentos - como também de abduções são muito relutantes em comunicar o caso com medo de serem ridicularizados. Pode ter como exemplo o caso de abdução da australiana Kelly Cahill, em 1993.
O aumento de relatos é muito importante para que haja um paralelismo entre as histórias de várias testemunhas e assim se construir um puzzle. Rodwell afirma que o tipo de seres que as testemunhas relatam mais sempre foram os de tom cinza, mas ultimamente isso tem variado muito, como seres cristalizados, brancos altos ou azuis. Afirma ainda que as testemunhas continuam confusas em relação ao "tempo perdido". Isso aconteceu por exemplo com o testemunho de Kelly Cahill, que após o momento desse contacto pensou terem passado apenas alguns segundos, mas que afinal passou-se uma hora. Aconteceu igualmente com Travis Walton, que pensou ter estado "ausente" durante apenas algumas horas, mas que afinal esteve desaparecido durante cinco dias.

Esta matéria para muitos, continua a ser vista como ficção científica, mas as testemunhas sem qualquer transtorno e com um passado psicologicamente estável têm relatado - e continuado a relatar - situações deste género. Segundo Mary Rodwell, os relatos têm aumentado sobretudo na Austrália. Estarão as pessoas hoje em dia mais confiantes em contar a sua experiência sem medo dos comentários da sociedade? Ou estarão mesmo estes casos vindo a aumentar exponencialmente?

Fonte

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Homem filma OVNI no céu de Melbourne, Austrália

Peter Slattery conseguiu capturar imagens de um objeto circular estranho viajando a uma velocidade considerável.

O entusiasta australiano de OVNIs registrou o fenômeno em seu jardim no último dia 14 de outubro, quando ele avistou um objeto que parecia uma pipa e foi investigar.

Incapaz de encontrar alguma coisa, ele estava prestes a voltar para cada quando notou um objeto redondo, brilhante e em movimento através das nuvens.

Ele foi capaz de filmar por vários segundos de imagens antes do OVNI desaparecer.



Assistam o vídeo

https://www.youtube.com/watch?v=IfZwssicvoM







quarta-feira, 21 de outubro de 2015

George Bush Sr. diz que os Americanos não estão preparados para saber a verdade sobre os OVNIs

George Bush Sr
Durante o evento para angariar fundos para a campanha presidencial de seu filho Jeb Bush, George Bush Sr. deixou a plateia constrangida após responder à uma pergunta sobre OVNIs por um dos activistas/jornalistas. A resposta deixou a plateia e os repórteres completamente surpresos.

Na esperança de ajudar seu filho Jeb Bush com a campanha presidencial, George Bush, junto com seu outro filho e ex-presidente dos EUA, George W. Bush Jr., têm feito campanha, para tentar novamente levar a família Bush até a Casa Branca, mas alguns especialistas acreditam que este tipo de incidente possa custar a eleição.

Durante o evento para angariar fundos, um homem na plateia levantou uma questão estranha, que levou à uma resposta até mesmo mais surpreendente do ex-presidente e director da CIA. O homem perguntou a George Bush Sr. quando o governo dos EUA contariam aos estadunidenses a verdade sobre os OVNIs, e Bush respondeu antes do questionamento ter sido parado pelos organizadores do evento: “Os americanos NÃO estão preparados para saber a verdade“.
O homem que fez a pergunta foi identificado como sendo Adam Guelch, um membro activo da Mutual UFO Network (MUFON), que se auto declara a organização investigativa de OVNIs maior e mais velha do mundo.


Estranhamente, esta não foi primeira vez que George Bush Sr. teve uma opinião controversa sobre o assunto OVNI, pois um incidente similar ocorreu em 7 de Março de 1988, durante uma viagem à um comício em seu favor para Presidente, na cidade de Rogers, estados do Arkansas.

O então candidato e futuro presidente foi perguntado se, caso se tornasse presidente, ele iria contar ao povo dos EUA a verdade sobre a existência de OVNIs, ao que Bush respondeu: “Sou muito cuidadoso na vida publica a respeito de lidar com informações secretas“.

James Adder, jornalista na época para o Arkansas Globe , também perguntou sobre o conhecimento que Bush teria sobre o fenômeno dos OVNIs, ao que Bush disse antes de finalizar a entrevista: “Sei de algumas coisas. Eu sei um bocado”.

Perda das funções cognitivas, acreditam os especialistas

George Bush Sr., que está num estado de saúde frágil, pode estar sofrendo de uma desordem neurológica, tal como o Mal de Alzheimer, o que poderia explicar o seu comentário, alguns acreditam.

“À uma idade venerável de 91, é muito normal sofrer de alguma perda das funções cognitiva.
Alguns sintomas claros são: a dificuldade de se expressar coerentemente, perda de memória, demência. Esta é possivelmente a causa raiz para comentários inadequado”, explica o neurologista John O’Briar.

Um porta voz da campanha de Jeb Bush disse aos repórteres que os comentários de George Bush Sr. “não reflectem de qualquer forma as opiniões do candidato presidencial Jeb Bush” e que aqueles que apoiam Jeb “têm o direito de seus próprios pontos de vista sobre uma variedade de assuntos”.

Porém, o que o artigo acima esqueceu de informar é que em 1988, George Bush Sr. era muito mais jovem em pleno controle de suas faculdades mentais, quando alegou saber “um pouco” sobre o fenómeno dos OVNIs.

Fonte

Ao longo dos anos, Ex. agentes da CIA e Forças Militares dos EUA vão abrindo o tabu de acontecimentos que muitos julgam ser histórias de ficção, mas que na vertente de operações realizadas pelos envolvidos as histórias terão sido verídicas e bem reais como se de um filme se tratasse.


Tire as suas conclusões...

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Por momentos, o Reino Unido acreditou ter encontrado o primeiro ovni na história


Por momentos, o Reino Unido acreditou ter encontrado o primeiro ovni

Por volta  da meia-noite de sábado, a polícia de Kingston, Reino Unido, foi chamada ao local para averiguar um cenário que não tinha explicação.

Ainda não há explicações para a fotografia que captou o cenário encontrado pela polícia.

O momento é contado pelas autoridades, através de uma publicação no Facebook, onde as autoridades contam que chegaram a acreditar ter encontrado “o primeiro ovni” da história.

No chão, estaria um objeto não identificado em chamas, que originou a intriga inicial.
Mais tarde, a fonte policial confirmou que se tratava de um forno de pizzas, mas continuou a questionar-se como é que o objeto foi ali parar.


Será caso para dizer que na Inglaterra estão a chover fornos de pizza.

Ainda não foi desta

Relatos de ovnis na região Amazônica são compartilhados em palestra sobre o tema

Mais de 100 amantes da ufologia se encontram para debater casos de aparições de objetos voadores não identificados nos rios da Amazônia durante a palestra com o ufólogo José Gevaed

José Gevaerd é um dos ufólogos mais respeitados do Brasil e com mais de 10 passagens pela Amazônia. Ele possui horas de gravações com relatos dos ribeirinhos (Euzivaldo Queiroz)
Quem tem um pouco mais de 30 anos deve se lembrar da Operação Prato, que em 1977 levou a Força Aérea Brasileira (FAB) a investigar casos de aparecimento de Objetos Voadores Não Tripulados (Ovnis) na Amazônia, principalmente no Estado do Pará. Alguns nem imaginam, mas no Amazonas há muitos grupos que estudam ufologia e garantem que já tiveram experiências extraterrestres.

O funcionário público Roberto da Silva, 47, afirma que viu um Ovni um ano antes do início da operação Prato, que investigou relatos de ribeirinhos sobre um objeto luminoso lançando feixes de luz nas pessoas, apelidado de “chupa-chupa”.“Eu ainda era criança e morava no beco São Domingos, no Centro.

Estava jantando com minha avó e meus tios quando vimos pela janela um objeto redondo, com uma luz intensa, na avenida Constantino Nery, onde hoje em dia funciona o Terminal 1.
Depois de alguns minutos aquela luz se dissipou.
Meses depois eu vi aquela luz novamente, no mesmo lugar”, relata.

Depois de duas experiências, Roberto passou a se interessar pelo assunto e a pesquisar.
Mas ele não é o único apaixonado por ufologia em Manaus.
Na última quinta-feira, uma palestra com um dos ufólogos mais respeitados do Brasil e editor da revista UFO, José Gevaerd, reuniu aproximadamente 150 fãs de ufologia.
O contador Rui Brasil, 53, é um dos que fazem parte de grupos de estudos sobre ufologia na capital.

“Existem vários grupos que muitas pessoas nem imaginam.
Costumamos nos reunimos em casas de amigos, onde cada um segue uma linha de estudo”, explicou.
O comerciante Roberto Wagner, 47, participa do mesmo grupo que Rui e conta que o universo da ufologia é fascinante.

“Geralmente as pessoas entram nesse mundo porque tiveram alguma experiência. Os que se interessam por curiosidade, depois de um tempo, acabam notando que já houve algum fator anterior que influenciou a isso”. Segundo ele, atualmente há relatos de aparições na comunidade Tumbira, à margem direita do rio Negro.

“Ouvi relatos de que alguns artesãos têm essa experiência por lá”. O ufólogo José Gevaerd conta que veio ao Amazonas pelo menos dez vezes para fazer pesquisas de campo.
“Tento vir regularmente, pois um dos meus pontos de pesquisa é na região do arquipélago de Anavilhanas e na comunidade de Acajatuba, ambos no rio Negro.
Conheço pessoas que me relataram experiências fascinantes nesta região”, pontuou.

"Divulgação de ‘documentos secretos"

No ano passado, o Comando da Defesa Aeroespacial Brasileiro divulgou o terceiro lote de “documentos secretos” sobre as investigações de casos de Ovnis no Brasil até 2010.
Na lista de documentos, existem cinco casos no Amazonas que foram registrados pela Força Aérea, entre eles, o caso “Parintins”, que aconteceu em janeiro de 1981, um relato em Estirão do Equador e outros três em Manaus.

A ufóloga Umaia Ismail, autora do livro “Contatos extraterrestres na Amazônia”, no qual relata a história verídica de uma moça que manteve contato com “seres de outras dimensões” por mais de 10 anos, conta que há muitos relatos de aparições no Amazonas, principalmente na BR-174 e em uma região do município de Iranduba (distante 27 quilômetros de Manaus).

“Pode ser que exista nessas localidades uma espécie de portal que facilita entrada e saída deles. A física quântica, por exemplo, já está demonstrando que existe mais de uma dimensão.
Alguns teóricos interpretam que existem no mínimo 10 dimensões interagindo no mesmo espaço tempo. Essas civilizações já estão entre nós há muito tempo”, conta.

Experiência de quem teve contato

De acordo com o ufólogo José Gevaerd, a maioria de seus entrevistados relatam que já tiveram experiências. “Quando chego aqui, arranjo um barco com motor de popa e falo pro canoeiro subir o rio.

De 10 pessoas que eu entro na casa para conversar, as 10 me contam algum relato mais simples.
Uns dois ou três me contam boas histórias.
Saio dessa região com horas de gravações”, conta. Gevaerd revela que os municípios de Tefé, no rio Solimões, e São Gabriel da Cachoeira, no alto rio Negro, também são regiões de alta incidência de Ovnis.

“Na Amazônia há uma magia maior, aqui tudo se torna em lenda, o caboclo vai dizer que viu uma tocha, um navio fantasma.
Eles descrevem terem visto um forno de farinha iluminado sobrevoando o céu, falam de procissão fantasma, objetivo de várias luzes e fogo fato.
Mas sabemos que se trata se seres extraterrestres”.
A ufóloga Umaia Ismail garante que já teve algumas experiências com extraterrestres.
“Já tive várias experiências, onde eu percebia que eles estavam ali sentia o campo vibratório.
A energia muda completamente, por isso que antigamente eles foram confundidos com deuses”.

Artigo escrito por: Luana Carvalho
Fonte 

Incidente em Angicos - Brasil

Na manhã de quarta-feira 14/10 de 2015 na pequenina cidade de Angicos – RN, Os moradores observaram algo sobrevoando a cidade e que esse objeto tinha várias luzes piscando e muitos entraram em pânico e hoje infelizmente viraram chacota na internet! Será que Angicos deve ser motivo de piadas? Será que foi a única cidade no mundo a passar por isso? Não foi a primeira e nem vai ser a última vez que pessoas confundem Drones com discos voadores! Centenas de páginas, blogs e grupos como no Facebook e no Whatsapp estão repletos de vídeos feitos por pessoas que na maioria não sabem se tratar de drones e que apavoram os leigos no assunto e fazendo passar vergonha muita gente por aí.

Esse caso me faz pensar se estamos ou não preparados pra o contato e minha opinião é não! Me faz lembrar a grande narrativa de Orson Welles que em 30 de outubro de 1938 narrou tão bem a “Guerra dos Mundos", H. G. Wells. Tratava-se, na verdade, do famoso romance, adaptado por Howard Koch, para uma hora de rádio. Pessoas apavoradas! Muitas cometeram suicídios outras enfartaram e muitos caíram de joelhos e começaram a rezar. (Veja Aqui)


 Vejo um monte de “ESPECIALISTAS” por aí filmando luzes que podem ser qualquer coisa e jogando em grupos ufológicos causando grandes debates se é ou não é discos voadores e engraçado é que a grande maioria acredita. Então eu pergunto: Será que um de vocês não publicaram vídeos ou áudios desse tipo na internet achando ser real? Será que você não foi enganado por um desses drones?



O que é um Drone:

Um Veículo Aéreo Não Tripulado (VANT) ou Veículo Aéreo Remotamente Pilotado (VARP), também chamado UAV (do inglês Unmanned Aerial Vehicle) e mais conhecido como drone (zangão, em inglês), é todo e qualquer tipo de aeronave que não necessita de pilotos embarcados para ser guiada. Esses aviões são controlados a distância por meios eletrônicos e computacionais, sob a supervisão e governo humanos, ou sem a sua intervenção, por meio de Controladores Lógicos Programáveis (CLP).

 Rondinelli

Pouso em Tully - Austrália 1966

O impressionante caso de pouso de disco voador ocorrido em um lago nas proximidades de Tully, ao norte de Queensland, na Austrália


Na manhã do dia 19 de janeiro de 1966, por volta das 9:00 um fazendeiro de 28 anos de idade chamado George Pedley estava dirigindo seu trator próximo à Horseshoe Lagoon, na propriedade de Albert Pennisi, near Tully, ao norte de Queensland, na Australia. Quando ele estava a 25 metros da lagoa ele ouviu um ruído mais alto que o barulho do trator.

"De repente, um objeto surgiu vindo do pântano. Quando eu olhei ele já estava a uns 10 metros de altura, e na altura do topo das arvores. Ele era largo, cinza, em formato de disco, convexo no topo e na base e media aproximadamente 7 metros de diâmetro por 2 de altura. Enquanto eu observava surgiu outro aproximando-se muito rapidamente. Depois ele fez um mergulho raso e foi embora numa velocidade tremenda. Subindo num angulo de 45 graus e desaparecendo em segundo na direção sudoeste".

Outra surpresa veio quando Pedley percorreu a região e chegou ao local onde o objeto havia surgido. No pântano no meio da lagoa havia uma grande área circular que estava livre de caniços e onde a água rodopiava lentamente. Estava bem diferente de três horas antes quando a testemunha passou pelo local.

Poucas horas mais tarde, Pedley retornou à lagoa para dar uma segunda olhada. O local havia mudado porque a área circular estava agora coberta por plantas verdes flutuantes que estavam distribuídas seguindo um padrão radial tendo aproximadamente 10 metros de diâmetro.

Pedley ficou impressionado e procurou Albert Pennisi, dono do engenho de açúcar onde a lagoa estava localizada e um outro amigo. Pennesi lembrou-se que seu cachorro tinha agido de forma estranha durante a manhã, latindo loucamente, demonstrando que havia alguma coisa errada na região da lagoa por volta das 5:30 da manhã. Pennisi e o outro homem ficaram impressionados com a marca circular produzida pela massa de plantas. Eles entraram na água e perceberam que as plantas estavam soltas na água sendo possível inclusive nadar por baixo da massa de plantas.

Curiosamente, as bordas da massa de caniços começaram a formar um angulo que dava a impressão de tratar-se de um grande pires.Pennisi voltou para buscar sua câmera e obteve várias fotografias da estranha marca. Rapidamente as plantas na borda da marca passaram a ter coloração marrom na parte superior. Pedley relatou estes fatos à polícia de Tully que por sua vez repassou à Força Aérea já no dia seguinte, 20 de janeiro.

Com o passar dos dias, a imprensa cobriu o desenrolar da pesquisa de diversos investigadores, muitos querendo provar a teoria de que a marca foi produzida por helicóptero, grandes aves, crocodilos ou outra origem natural qualquer. O avistamento do disco voador por parte de Pedley foi deixado de lado durante essas investigações. Durante as investigações surgiram cinco outros ninhos, menores que o original. Em muitos deles, as plantas estavam dobradas em sentidos anti-horário e alguns deles apresentavam sinais de queimado no centro do círculo. Amostras foram coletadas e enviadas à Brisbane para analises, mas nada de anormal foi detectado. A única estranheza detectada foi o fato de que os caniços de dentro do círculo mudaram sua tonalidade para marrom aproximadamente 8 horas depois de descobertos os círculos, enquanto que os caniços de fora dos círculos levaram mais de três dias para adquirir esta coloração.

 Mas o que aconteceu na Lagoa Horseshoe? Não existe qualquer evidência que sustente a possibilidade de ser um helicóptero pois ninguém viu ou ouviu nenhum aparelho semelhante em toda a região na época do caso. A possibilidade de marcas produzidas por animais locais também está descartada pois marcas produzidas por animais são pequenas, irregulares e desaparecem em pouco tempo. A melhor explicação que a Real Força Aérea Australiana pôde oferecer é que a marca foi produzida por um "willy-willy", um pequeno redemoinho que ocorre na região. Porém como se explica o fato de nunca ter ocorrido marca semelhante antes ou depois deste caso? E o avistamento de Pedley? Se realmente fosse um fenômeno atmosférico produzido por vento teríamos água turva e detritos por toda a região, além de testemunhos adicionais relatando a presença do tornado.

O Caso de Tully permanece como um dos mais interessantes casos de pouso de OVNI ocorridos na Austrália que encontra semelhanças em vários outros casos ocorridos pelo mundo.

Fonte: Fenomenum

O grande problema da ufologia: "Teólogos" por Belduque Vidal

Jornalista Belduque Vidal
Hoje não podemos negar, que se tem feito grandes progressos no estudo do fenómeno OVNI por todo o mundo, graças ao estudo e investigação séria formal desse fenómeno sabemos que os OVNIs são um fenómeno real que pode ser analisado de uma forma multidisciplinar por ciência, e até mesmo conseguir desmistificar antigos "mistérios" em torno dele desde o surgimento do mito de objectos voadores não identificados.
Houve centenas desmistificando ou milhares, de casos de alegados avistamentos de OVNIs, o que provou ser um fenómenos simples que são, em qualquer medida do nosso mundo.
Sabe-se que quase 99% das imagens e vídeos de supostos OVNIs têm uma explicação lógica, racional e científica, e que o 1% restante havendo sinais de origem extraterrestre, infelizmente, caso contrário, a descoberta pode ser a mais importante do século.

No entanto, há um grupo de pessoas que são contra a investigação séria e objectiva do fenómeno OVNI, e que são totalmente contra a ser estudado analiticamente ao fenómeno científico para resolver o mistério.

Ufófilos

Os ufófilos são aqueles indivíduos que são fãs sobre a questão OVNI, eles querem ver ou encontrar aliens em tudo relacionado a este fenómeno.
Sem estabelecer ou aceitar todos os apetrechos relacionados com o fenómeno OVNI que pressupõe a existência ou a presença de seres extraterrestres sem a menor análise de seu conteúdo.
Em muitos casos, bem conhecido, os ufófilos "investigadores" ou "OVNI", como eles chamam a si mesmos dizer que "estudo" ou "investigo" o fenômeno OVNI e o fenómeno extraterrestre, como assim se designam.
Por esta razão, este termo de ufólogo diminuiu e é quase obsoleto entre investigadores formais do fenómeno, que agora preferem ser chamados investigadores do fenómeno e não deve ser confundido com eles "ufófilos".
Os ufófilos tendem a ser mais agressivos nos seus caminhos, vão atacar e tentar censurar por todos os meios possíveis a todos os que questionaram a sua "hipótese", que vai defender a todo o custo apenas de impor a opinião dos outros, embora em muitos casos, eles mesmos sabem que possuem não têm uma base sustentável, mantendo uma mente fechada ignorante ou que lhes solicite provas verificáveis ​​de que expõem como verdadeiro.

É bem conhecido que, a fim de defender as suas ideias cometer fraudes e até mesmo inventar falsos casos de avistamentos ou "contacto" para tentar dar maior "verdade" aos seus créditos, que muitas vezes deixa-los ganhos económicos consideráveis, não só para o feito, mas também para os outros que anunciam; no entanto, este em vez de reforçar o que eles dizem, acaba desqualificando, como são sempre descobertos esses enganos.
Nestes dias de redes sociais e da Internet são usados ​​como ferramentas para a divulgação de informações, ufófilos o têm usado para promover seus esforços e ideias ligadas ao neo-obscurantismo, que promove a mistificação e a desinformação, a fim de manter as pessoas na ignorância.
Felizmente, existem projectos de documentação e estudo deste fenómeno sério longe das armadilhas ficcionais de investigadores estrangeiros, para um deles o projecto Ufo Portugal, o investigador Nuno Alves, onde objectivamente analisa os diferentes aspectos deste fenómeno, mas sem apego ao mito de estrangeiros, o que lhes causou a ser atacada em várias ocasiões por vários fãs ufófilos.
Existem vários grupos e pesquisadores que se voltam para ver o fenómeno OVNI com muito maior gravidade, como o fez há algumas décadas, na medida em que eles aplicam o método científico em todos os seus processos, como deveria ser.
Mas ainda enfrentam o problema de quem quer seguir a história e que os extraterrestres visitaram a Terra no passado ou que já estão entre nós.
Esses fãs em vez de ajudar ou apoiar a ufologia, são um dos principais obstáculos que tem impedido o progresso neste estudo, preferindo defender sua crença em seres inteligentes de outros mundos que vêm para salvá-los do sofrimento da solidão cósmica.

Lembrem-se de uma coisa: Nada é alheio até que se prove o contrário.
Com base neste, devemos permitir e apoiar esta investigação, e não se apegar a ideias antigas, que são mais ficção do que realidade, porque essas crenças têm obscurecido a mente de muitas pessoas, mesmo que elas desejem com todas as suas forças, muito possivelmente nunca vão conseguir contacto com um ser de outro planeta, e só porque eles são os que estragam e obstruem este estudo.
O mistério do fenómeno OVNI existe para ser desmistificada, como seria qualquer mente livre e aberta, para não ser adorado ou idolatrado como fazem as mentes de aperto e algemadas por ideias ultrapassadas.

Belduque Vidal, jornalista conceituado no que se refere aos fenómenos insólitos, editor de Archivos Insólitos no México.

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

"Objeto Estrela" avistado no Brasil

Durante muitos anos, o avistamento de objetos voadores não identificáveis têm sido sistematicamente associados a objetos extraterrestres altamente desenvolvidos tecnologicamente, ou OVET's. A captação desses avistamentos são, contudo, essenciais para uma análise mais pormenorizada de técnicos e/ou especialistas para uma conclusão mais exata. 

Em Julho deste ano foi publicado no YouTube, um OVNI (e é essencial entender que OVNI não é necessariamente um objeto extraterrestre) com uma forma semelhante a uma estrela, em Mogi das Cruzes, Brasil.


É de salientar que em termos formais, existem balões muito semelhantes ao OVNI avistado no video acima, podendo - ou não - haver uma associação com os chamados Balões EstrelaCom isto, é importante salientar ainda que nem sempre há uma conclusão rigorosa em relação a alguns casos e este é um deles. É essencial estudar não apenas a forma ou a cor do objeto mas também o seu comportamento.



Apelo da UFO Portugal:

Não se deve deixar de comunicar algum registo que se ache curioso, e de forma anónima ou com os devidos créditos, pode ser partilhado juntamente da UFO Portugal o seu avistamento (com ou sem anexo fotográfico ou por vídeo). 

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Anomalia no espaço desperta atenção de Investigadores em vida Extraterrestre - CNN



Anomalia recebe atenção de especialistas em inteligência extraterrestres 

Investigadora de astronomia na Universidade de Yale EUA, investiga dados sobre um fenómeno inexplicável a 1.465 anos-luz de distância da Terra.
A investigadora Tabetha Boyajian, solicitou vários telescópios para poder confirmar ou refutar, se é um sinal de inteligência extraterrestre.

O astrónomo Penn State diz que é definitivamente atípico, mas adverte uma "hipótese extraterrestre (deveria ser) o último recurso"

(CNN) The Search for Extraterrestrial Intelligence Institute tem os seus olhos fixos - e, em breve, possivelmente, um dos telescópios do Premier dos Estados Unidos - com foco numa anomalia que alguns astrónomos não conseguem apresentar uma explicação.
Os usuários na interface de astronomia crowdsourcing on-line, os caçadores de planetas, descobriram um padrão de luz peculiar entre as constelações de Cisne e Lira, há alguns anos.


O grupo utiliza dados disponíveis publicamente recolhidos pelo telescópio Kepler da NASA, que foi encarregado de encontrar planetas semelhantes à Terra, procurando o escurecimento periódico de estrelas que possam sugerir um planeta.
Depois de um número de usuários ter notado na peculiaridade deste evento, foi enviado para a equipe de ciência consultivo do grupo que inclui Yale o estudante de pós-doutorado em astronomia Tabetha Boyajian.
"Ele fez definitivamente desencadear algumas discussões acaloradas nos fóruns de discussão.
Observamos através dos fóruns de discussão e superusuários, e deixe-nos saber que há algo lá fora que deveríamos estar olhando ", diz Boyajian.
"O que era incomum sobre esta descoberta seria a profundidade dos mergulhos escuros de luz, diminuição de até 20%, e as escalas de tempo (de variação dessa luz) -. Por semana para um par de meses"
Então, qual é a explicação?
Poderia ser de um enxame de cometas?
Algum tipo de fenómeno que os cientistas intergaláctico de Earthbound ainda não tenham descoberto?
Ou um efeito de estruturas do tamanho de planetas construído por algum tipo de civilização alienígena?

NASA: Prova de vida alienígena mais próxima...

Jason Wright, professor de astronomia da Penn State, viu os dados de Boyajian e não consegue apresentar uma explicação.
Mas, num post na quinta-feira no seu site, ele advertiu em não se tirar conclusões precipitadas - como alguns aparentemente têm - que seres inteligentes e distantes estão por detrás dessa esquisitice.
"Minha filosofia de SETI", Wright escreveu, referindo-se à busca por inteligência extraterrestre, "é que você deve reservar a sua hipótese alienígena como último recurso.

"Seria uma grande descoberta se for verdade, mas é importante que você esteja absolutamente certo antes de reivindicar o que você detectou, porque todo o mundo perde credibilidade", acrescentou o astrónomo. "Muito mais para SETI."

Enxame de cometas ou sinal de inteligência alienígena?


A estrela, identificado pelos investigadores como KIC 8462852 - embora Wright chame de "estrela do gato malhado" e sua equipe rotula a "estrela WTF", após a legenda a uma tese de Boyajian, "Onde está o fluxo?" - Se a cerca de 1.465 anos-luz da Terra, ou cerca de 8,6 quatrilhões de milhas.
Junto com um grupo de colegas, Boyajian publicou um artigo académico no mês passado sobre a estrela e concluiu as peculiaridades de luz poderia ter sido o resultado de fragmentos de cometas.
Esta é "uma explicação natural plausível, mas artificial," de acordo com Wright.
"Eu colocaria baixas chances de ser a resposta certa", disse o astrónomo Penn State.
"Mas é de longe o melhor que eu tenho visto até agora (e muito mais provável do que alienígenas, diria eu)."
Boyajian sublinhou "a necessidade de observações futuras para ajudar a interpretar o sistema", é por isso que ela e os seus companheiros pegaram no papel de Andrew Siemion, chefe da Universidade do SETI Grupo da Califórnia-Berkeley.
Eles queriam respostas, e disseram top-notch os telescópios foram necessários para obtê-los.
"No começo pensei que eles eram absolutamente loucos - foi até um deles me dizerem que os seus dados foram examinados pela equipe de Kepler da NASA", conta Siemion.
O astrónomo com sede na Califórnia, que tem trabalhado na busca de inteligência extraterrestre por cerca de 10 anos, apelidou os resultados de "muito atípico".

"Este é um dos "talvez", apenas duas ou três vezes por ano temos sido contactados por astrónomos que  dizem existir algo que não entendem", conta. "É um objecto muito estranho."
Siemion apresentou uma série de propostas para usar os telescópios - incluindo o telescópio Green Bank, em West Virginia, da National Radio Astronomy Observatory chama o radiotelescópio único por ter um prato especial -para poder observar com mais profundidade a anomalia.

Investigadora desta descoberta - Tabetha Boyajian
Telescópio chinês conseguiu detectar vida extraterrestre 

O telescópio Green Bank seria um bom ajuste, uma vez que o SETI envolve a busca de inteligência extraterrestre usando ondas de rádio.
De acordo com Siemion, "Há determinados tipos de ondas de rádio que, tanto quanto sabemos só pode ser produzida pela tecnologia."
"A vantagem é que é muito fácil distinguir".
"Muitas das galáxias produzem ondas de rádio.
Se vermos muita energia numa área, é um marcador inconfundível de tecnologia."
O Instituto SETI, que é baseado no norte da Califórnia, espera ouvir os resultados do seu pedido no próximo mês ou dois.
"Nós vamos olhar muito de perto, tão perto quanto possível.
Estamos limitados em termos de quanto tempo podemos visualizar um alvo determinado a curvatura da terra instrumentação (e)".

"Se nós estamos premiados com a observação, vamos ter entre 24 a 36 horas com uma variedade de diferentes receptores de rádio."
Enquanto os envolvidos neste esforço estão hesitantes para saltar para conclusões sobre o que exactamente está acontecendo, eles acham que vale a pena escavar mais fundo.
De acordo com Boyajian de Yale, "As informações recolhidas nos permitirá confirmar se ou descartar algo fora do contexto natural, estamos animados para aprender e compreender tudo sobre este novo sistema.

"Nós queremos descobrir isso"
Fonte

Após esta descoberta não tardaram a surgir explicações embora que um pouco ortodoxas e sem qualquer fundamento.
Acredita-se num encobrimento generalizado por parte do Governo Americano que oculta tudo o que esteja relacionado com o assunto em nome da Segurança Nacional.

"Segundo uma notícia publicada a 13 de outubro no The Atlantic, o astrónomo Jason Wright, estudioso de exoplanetas e astrobiologia, tem sérias suspeitas de que se tratava de uma Esfera Dyson - uma "mega-estrutura extraterrestre" constituída por painéis solares a orbitar em torno de uma estrela.

A explicação mais plausível é a de que se trate de detritos espaciais resultantes de colisões celestes. No entanto, o mistério persiste já que o comportamento desta estrela é difícil de explicar".

Descobertas anteriores acabaram de alguma forma por cair no esquecimento e domínio público como o foi tão anunciado Planeta formado por Diamante.

Fica a polémica no ar até quando esta descoberta e investigação irá permanecer no conhecimento público!

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Maior radiotelescópio do mundo será chinês

Meio quilómetro de diâmetro e 110 milhões de dólares são alguns dados referentes ao maior radiotelescópio do mundo chamado Fast (Five hundred meter Aperture Spherical radio Telescope), que será concluído em 2016, na província de Guizhou, na China. 


Está a ser construído numa depressão geográfica para reduzir os custos nos suportes necessários para manter os 4,6 mil painéis no sítio. Segundo o cientista-chefe do FAST, Nan Rendong "um radiotelescópio é um ouvido sensível, capaz de ouvir mensagens de radio significativas provenientes de ruído branco no universo". Pretende-se que, com a construção desta mega estrutura, a eficácia para detetar objetos e outros sinais situados a vários milhões de anos-luz seja ainda maior comparado com o radiotelescópio de Arecibo, em Porto Rico.



Recorde-se que em 2011, o radiotelescópio de Arecibo esteve em risco de ser desativado como já foi noticiado há cerca de 4 anos (poderá rever a matéria clicando aqui) e tem como grande objetivo a busca de vida extraterrestre e qualquer pessoa poderá ajudar nessa missão a partir do simples computador de sua casa, com o projeto Seti@home (para conhecer melhor o projeto Seti, assista à conferência de Jill Tarter no TED).

A construção deste radiotelescópio em Guizhou desenvolvido pelo Observatório Astronómico Nacional - Academia Chinesa das Ciências é indubitavelmente uma notícia muito positiva para desvendar o que há para lá desta gigante "cortina" chamada Universo. 



Fonte: http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2015/10/151015_radiotelescopio_china_lgb

Bola de luz branca Aparece no céu Leiria -Fátima

 13 de Outubro 2015
                 20 h 30 m 
 Objeto voador  com luz branca,descendo      
 por uns segundos e logo desaparece



       

Stephen Hawking lança a maior busca por vida alienígena na História

A pesquisa mais intensiva para a vida alienígena ainda está prestes a começar. 
A busca vai começar em Janeiro de 2016, e terá os melhores astrónomos à procura de civilizações avançadas muito além do nosso sistema solar.




O projeto é tão grande que vai cobrir 10 vezes mais o céu do que os programas anteriores, sendo 50 vezes mais sensível do que qualquer outro programa existente dedicada a encontrar formas de vida extraterrestre, e fará a varredura de 5 vezes mais do espectro de rádio, 100 vezes mais rápido.

O processo consiste na identificação de emissões de rádio vindos de além da Via Láctea e outras galáxias vizinhas 100.
O programa vai incluir uma revisão de cerca de um milhão de estrelas perto da Terra, resultando numa varredura em massa de nossa galáxia e todo o plano galáctico.

Os investigadores vão usar dois dos telescópios mais complexos do mundo nos EUA e Austrália para digitalizar a Via Láctea e além.
O Observatório Green Bank, em West Virginia, considerado o maior telescópio direcionável do planeta, e do observatório de Parkes em New South Wales, será usado por investigadores nesta jornada sem precedentes.


Em paralelo com a procura de ondas rádio, o observatório Lick, na Califórnia vai realizar pesquisa mais ampla e mais profunda do mundo para transmissões de laser ótico.

Esta iniciativa, sob o nome de BREAKTHROUGH LISTEN, terá a duração de 10 anos e tem um fundo financeiro de US $ 100 milhões.

Lançado neste verão, a descoberta BREAKTHROUGH LISTEN, o  projecto tem alguns dos investigadores mais importantes do mundo.
O cosmólogo Stephen Hawking e Geoff Marcy, querem descobrir o maior número de planetas além do nosso sistema solar, em conjunto com Martin Rees e o astrónomo Frank Drake.
Stephen Hawking declarou que tomar este passo foi "criticamente importante" e sobrecarregar a questão de saber se estamos sozinhos no universo ou não pode ser respondido num futuro próximo.

Stephen Hawking
"É hora de nos comprometermos a encontrar a resposta, para procurar vida fora da Terra.
A humanidade tem uma profunda necessidade de explorar, aprender e saber.
É importante para nós sabermos se realmente estamos sozinhos."
Hawking adverte sobre o envio de sinais para o cosmos, porque algumas civilizações alienígenas avançados podem ter as mesmas características violentas e destrutivas encontradas nos seres humanos, a equipe de cientistas decidiu só ouvir outros sinais provenientes do cosmos em vez de enviar um poderoso para que os extraterrestres não nos poderem intercetar.

"Uma civilização avançada bilhões de anos à frente da nossa, ao ler uma das nossas mensagens pode ser perigoso. "Se assim for essas civilizações super evoluídas e mais poderosas pode-nos ver como nós vemos as bactérias."

O esforço para trazer o projeto para DESCOBERTA ESCUTE vida pertence a Yuri Milner, um bilionário russo que dedicou seus últimos anos de apoiar matemáticos, físicos e biólogos, dando-lhes prêmios consideráveis ​​no valor de dezenas de milhões de dólares pelos seus trabalhos e realizações.

Ele é o único fundador deste projecto astronómico, investindo 100 milhões de dólares.


Parece que a humanidade perdeu a esperança em encontrar formas de vida inteligente no nosso sistema solar, é por isso que precisamos evoluir e procurar mais além.

"Nós olhamos para toda a paisagem dos outros mundos dentro de nosso sistema solar, agora incluindo Plutão, e não vejo a vida inteligente.
Os mundos dentro de nosso sistema solar não mostram luzes da cidade, não há sistemas rodoviários, e não obeliscos das gerações há muito tempo."

"Nossa solidão dentro de nosso sistema solar faz com que seja natural para olhar além, para estrelas e galáxias, para procurar pessoas comunicativas.
Esperamos para saber se estamos sozinhos, ou se, em vez disso, podemos participar de um grande coletivo de seres sencientes com quem compartilhar este universo. "- Geoff Marcy, da Universidade da Califórnia, em Berkley.

Por causa da grande quantidade de dados os três telescópios irão recolher novos investimentos para o equipamento de processamento necessário.

Se você quiser fazer parte deste evento histórico, você pode se tornar um dos 9 milhões de voluntários em todo o mundo que contribuem com o tempo de computador para o projeto SETI @ home - uma experiência científica que usa computadores ligados à Internet na busca por inteligência extraterrestre .

Ao se unir a este grandioso projeto, o software será livre, e todos os sinais de rádio captados pelos telescópios estarão disponíveis ao público.

Fonte 

Enquanto ocorrem estes financiamentos milionários, observações anómalas ocorrem bem na Terra sem que exista um fundo, financiamento de forma a que possamos saber quem e de onde nos visitam.
A alta sociedade cientifica continua focado a vasculhar o Cosmos enquanto existe na Terra manifestações de outras civilizações mais avançadas não terrenas.

Perito do SETI acredita que humanidade pode ter origens de Marte


Peritos do Instituto SETI descrevem uma fascinante teoria de que a vida antiga pode ter encontrado seu caminho de Marte para a Terra

Você pode ter ouvido que os homens são de Marte, enquanto as mulheres são de Vénus.

Mas acontece que ambos os sexos podem realmente ser capazes de traçar suas raízes de volta ao planeta vermelho, de acordo com um dos melhores investigadores de vida extraterrestre.

Seth Shostak, astrônomo sênior do Search For Extraterrestrial Life (SETI) Instituto alegou que organismos vivos antigos podem ter encontrado o seu caminho de Marte para a superfície do nosso planeta.

"É possível que à bilhões de anos atrás, pequenos pedaços de biologia possam ter saído do Planeta Vermelho e infetado o nosso", ele escreveu num artigo para o The Huffington Post.

"Se assim for, sua árvore de família - e que de todas as outras formas de vida terrestre - tem suas raízes mais profundas não nos antigos oceanos da Terra, mas nos mares desaparecidos de Marte."

Esta afirmação surpreendente desenha uma teoria chamada panspermia, que sugere microrganismos resistentes pode ser capaz de sobreviver à devastação do espaço e viajar de planeta em planeta.


As chances de sobrevivência desses beasties bravos pode ser potenciado se eles se encontram num pedaço de terra lançada para o espaço quando um asteroide colidiu com a superfície marciana.

Embora as "as condições a bordo são piores do que a Ryanair", isso poderia permitir que partículas minúsculas de vida para viajar para a terra - supondo que Marte já foi o lar de organismos antigos.

"Os cientistas estimam que, nos primeiros dias do sistema solar, bilhões de rochas entre uma polegada foram involuntariamente transportado do Planeta Vermelho a Terra", continuou Shostak.

"Na sua juventude, Marte era mais húmido e mais quente do que agora, e poderia ter desenvolvido organismos vivos numa altura em que a Terra era tão sem vida quanto uma festa do pijama octogenário.

"Porque tantas rochas marcianas foram expulsos para o espaço, é altamente provável que, pelo menos, alguns poderiam ter vindo de um remendo habitável de Marte - supondo que ele tinha habitantes.
Com esta teoria em mente, chamou a NASA e outras agências espaciais a explorar e aumentou a busca por vida alienígena para os outros planetas do sistema solar, alegando que a vida poderia "ser tão comum como o fast food".

Fonte

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

O que seriam as luzes que chamaram a atenção de diversos países?


No dia 08 de outubro, os observadores do céu na Ásia presenciaram uma misteriosa aparição: uma série de objetos com aparência ponti-agudas riscando o céu, e em alguns casos, acompanhados por uma intrigante nebulosa brilhante.
"O OVNI se tornou um quebra-cabeças com muitas peças", diz Jeff Dai, que fotografou o estranho evento sobre o Mosteiro de Ganden em Lhasa, no Tibet:
Segundo Jeff Dai, o misterioso objeto também foi visto nas províncias de Xinjiang e Tianjin, na China, e todos que viram aquilo ficaram perplexos. "Foi um OVNI ou apenas um foguete?", questionou Jeff.


Segundo o especialista em satélites. 
Ted Molczan, o suposto OVNI era um foguete. Ou melhor, um satélite espião. Ele explica: "Os avistamentos estão relacionados com o lançamento de um par de satélites de vigilância, pertencentes ao Escritório Nacional de Reconhecimento dos EUA."


Chamado de NROL-55, o satélite foi lançado através de um foguete Atlas V. Na verdade, trata-se do segundo lançamento de uma missão ultra secreta dos EUA, sendo que o primeiro ocorreu uma semana antes, também no cabo Canaveral, EUA.
Ainda segundo o especialista Ted Molczan, o brilho na parte inferior que se parece com um meteoro na foto de Jeff, é na verdade a carga de NOSS-55, e o brilho superior que mais se parece com uma nebulosa é um dos estágios do foguete, que parece ter feito a primeira das duas manobras que são necessárias para colocar o satélite em órbita.


Cerca de uma hora e meia mais tarde, uma foto semelhante foi feita por Ehsan Rostamizadeh, do Irão:
"O risco sólido é o foguete", diz Ted. "Já o brilho nebuloso é a pluma de despejo de combustível de uma das manobras, que provavelmente foi feita um pouco antes da foto ser tirada."
Os satélites espiões estão agora em órbita.
A única informação que temos, segundo revelações oficiais, é que ele pertence ao Sistema de Vigilância Naval Oceânica 'NOSS'  (Naval Ocean Surveillance System).
Enquanto orbitam a Terra em pares ou em trios, esses satélites seriam usados pela Marinha dos EUA para identificar radares, transmitir informações entre as bases e navios em alto mar e, certamente, várias outras finalidades altamente secretas.

Fonte 

Esta noticia explica alguns dos avistametos e pontos brilhantes observados no céu em muitos países.
Nem tudo o que brilha é ouro e por vezes existem explicações para determinados fenómenos que podem ser mal interpretados e conjugados ao fenómeno OVNI.

O mesmo ocorre com a fantástica libertação de balões led´s, em território nacional que leva pessoas e pseudo investigadores acreditarem que tais objectos sejam OVNIs.
Um erro de má interpretação, para qual testemunhas confirmaram após informação local de que tais manifestações eram afinal os afamados balões que os tinham induzido a erro.
Este tipo de erro é muito comum e frequente por parte da população que desconhece a existência e libertação de tais balões na atmosfera.


Lançamento do Atlas V NROL-55